Opinião: Truex precisa de sangue ruim se quiser mais sucesso

compartilhar
comentários
Opinião: Truex precisa de sangue ruim se quiser mais sucesso
Erick Gabriel
Por: Erick Gabriel
30 de out de 2018 21:13

Piloto reclamou ostensivamente de manobra de Joey Logano como se não estivesse em uma categoria que permita contato

Martin Truex Jr. foi o campeão da temporada 2017 da NASCAR Cup de maneira incontestável, com oito vitórias em 36 provas, sendo a mais importante em Homestead-Miami, que garantiu a grande conquista. Outro mérito do piloto de 38 anos foi ter em seu currículo um histórico limpo, sem se envolver em grandes polêmicas, principalmente em provas nos ovais menores, em que os toques entre pilotos são mais comuns, aceitáveis e até elogiados pela cúpula que administra a categoria.

O quadro do campeonato atual, faltando três corridas para o fim, é de sobrevivência. Provas como a de Martinsville no fim de semana trazem a necessidade de ações que em outras categorias seriam passíveis de punições. Mesmo sendo o atual campeão, Truex não conseguirá mudar isso, por melhor que seja, já que é algo cultural dentro da competição.

Mais do que às vezes você ter que colocar uma mancha em sua carreira – ao tirar alguém do caminho  em um momento decisivo – há a necessidade de tentar adivinhar o que seus adversários poderão fazer com você em determinadas situações.

Truex vinha em uma batalha épica com Joey Logano no último domingo, com histórico recheado de confusões, a maior delas com desfecho também em Martinsville, em 2015 quando Matt Kenseth deu o pay back, após o piloto da Penske o ter tirado da corrida em que liderava no Kansas. Após finalmente concluir uma grande ultrapassagem na última volta, e limpa, Truex jamais poderia contar que Logano faria o mesmo nas últimas duas voltas de uma corrida que classificaria um ou outro para a grande final de 2018.

Vendo pelo lado de fora, todos imaginaram que a atitude de Logano seria a de dar um “bump and go”, um pequeno toque na traseira do carro à frente para simplesmente desestabilizá-lo para, em seguida, efetuar a ultrapassagem vencedora.

Para Truex, as opções ali eram tentar concluir a ultrapassagem o quanto antes para poder se distanciar do carro #22 e ter “apenas” o trabalho de se livrar dos retardatários, ou fazer uma manobra que certamente ele considera suja: dar o bump em Logano na última volta na saída da curva 4 de Martinsville, quando não daria chances de recuperação de seu rival.

A maneira como Truex construiu a situação, principalmente durante a entrevista pós-corrida, não o deixa com a melhor das popularidades na NASCAR, contando com o apoio dos haters que Logano cultivou ao longo de sua carreira. Por mais que Truex tenha sido limpo, ele não pode esperar que seu adversário tenha a mesma atitude em uma prova tão decisiva.

O pior também é ele repetir o que foi feito na etapa do Roval de Charlotte, quando teve vitória arruinada por um toque de Jimmie Johnson sem a menor das intenções. Naquela oportunidade e no domingo, Truex acabou dando o bump já com a corrida encerrada, o que pode trazer alguma consequência indesejada, já que os pilotos não estão esperando por isso, com a corrida encerrada.

Em termos práticos, o "bom-mocismo" de Truex na pista pode atrapalhá-lo no futuro. Também em Martinsville, no ano passado, após a grande confusão entre Denny Hamlin e Chase Elliott, a prova ficou com a disputa final entre ele e Kyle Busch. O piloto do carro #18 venceu, com Truex muito próximo nas voltas finais, mas sem o bote nas últimas curvas, o que classificou Busch para a final e que quase tirou o título de 2017. Ao não ter maldade em sua abordagem, ele ajudou aquele que quase tirou o título.

Dale Earnhardt Jr., ex-piloto e comentarista da NBC e que também ajudou Truex no início de carreira também tem a mesma opinião.

"Acho que Truex esperava que Logano fizesse a manobra um pouco mais limpa, por causa de como Truex correu com Logano nas últimas voltas", disse Earnhardt na análise após a corrida na TV. “No final do dia, é uma vaga para a decisão do campeonato, é uma viagem a Homestead. É a última volta e é por um relógio [o troféu exclusivo ganho em Martinsville].

"Eu sempre disse a Martin que ele é legal demais, mas eu ficaria chateado também. Joey agora espera que Martin dê o troco em Homestead. A esperança de Joey é que ele fique sempre à frente e que Truex tenha problemas.”

A preocupação de Junior e, consequentemente de Logano, foi que uma das declarações de Truex é que seu rival ganhou a batalha, mas não a guerra, dando a entender que poderá retaliá-lo na grande decisão da NASCAR desse ano, o que, teoricamente, vai contra seus princípios. Será que o atual campeão terá coragem de fazer isso na grande final da NASCAR?

Next article
Logano derrota Truex e conquista vaga na final da NASCAR

Previous article

Logano derrota Truex e conquista vaga na final da NASCAR

Next article

Alonso e Jimmie Johnson revelam evento de troca de carros

Alonso e Jimmie Johnson revelam evento de troca de carros
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria NASCAR Cup
Autor Erick Gabriel
Tipo de matéria Análise