Vickers: "não tinha certeza se voltaria a correr"

A carreira de Brian Vickers dá nova reviravolta, com confirmação da participação do piloto no carro #14 em Daytona, substituindo Tony Stewart

Após conseguir a aprovação médica da NASCAR nesta quinta-feira para voltar a correr, Brian Vickers, de 32 anos, foi confirmado hoje no carro #14 de Tony Stewart para as 500 Milhas de Daytona.

O piloto já teve que se afastar de sua carreira na NASCAR por quatro vezes nos últimos seis anos, por questões relacionadas à formação de coágulos sanguíneos e não tem equipe para a temporada 2016 da categoria.

"Para mim, isso tudo é demais. Não tinha certeza se voltaria a correr. Os últimos cinco, seis anos da minha vida têm sido uma montanha-russa", disse Vickers.

"Não vejo a hora de voltar a um carro. Para mim, é um dia de cada vez. Você tem que viver a vida ao máximo a cada dia. Amo o que faço e o que estiver à minha frente, seja lá o que for."

Ainda não se sabe se Vickers vai continuar competindo após Daytona, de acordo com o diretor de competições da Stewart-Haas Racing, Greg Zipadelli.

De qualquer forma, os problemas médicos de Vickers deram a ele uma nova perspectiva sobre a vida e a carreira.

"Fico pensando que hoje os pilotos estão tão envolvidos, que acabam não desfrutando da oportunidade de correr na categoria."

"Posso assegurar que quando tivermos bandeira verde no próximo domingo, estarei desfrutando desse momento muito mais do que qualquer um na pista."

"Se eu tiver mais cinco ou 10 Daytonas 500 pela frente, ótimo, mas se essa for minha última vez, está tudo bem também."

"Eu não poderia estar mais feliz na minha vida."

Em 318 corridas na Sprint Cup, Vickers conquistou três vitórias, sendo na última vez pela equipe de Michael Waltrip. Seu chefe de equipe na época era Rodney Childers, que hoje exerce a mesma função para Kevin Harvick.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias NASCAR Cup
Pilotos Tony Stewart , Brian Vickers
Equipes Stewart-Haas Racing
Tipo de artigo Últimas notícias