"Kyle Busch me ajudou muito", diz Suarez sobre primeiro ano

Participando das 500 Milhas de Kart, Daniel Suarez, novato do ano da Xfinity Series, falou com exclusividade ao MOTORSPORT.COM

Daniel Suarez foi o melhor representante não americano da NASCAR de 2015. Pela Xfinity Series, o piloto da Joe Gibbs foi o quinto colocado da divisão, levando também o troféu de novato do ano. Foram oito Top5, 18 Top10 e três poles. Ainda fez 13 etapas da Truck Series, com sete Top5 e 10 Top10. Apesar de ainda não ter vencido, ele avalia 2015 de maneira positiva, em entrevista exclusiva ao MOTORSPORT.COM, em visita a Limeira, onde vai participar das 500 Milhas de Kart no fim de semana, no mesmo time de Beto Monteiro e Gustavo Yacaman

"Honestamente, no começo do ano tínhamos a intenção de correr bem, dando o passo seguinte ao que já tinha feito na NASCAR México e na K&N East. Eu sabia que tinha que aprender muitas coisas para ter um bom desempenho."

"Durante todo o ano, aprendemos muitas coisas novas vindas dos meus companheiros de equipe que me ensinavam detalhes das pistas, tive uma boa química com os membros do time também."

"A partir da metade da temporada começamos a ficar mais fortes, terminando entre os cinco primeiros mais vezes, com mais consistência."

Dentre aqueles mais conhecidos que o ajudaram, está o novo campeão da Sprint Cup, companheiro de equipe da Xfinity e dono do time que correu na Truck.

"Os pilotos da Joe Gibbs me ajudaram muito, principalmente Kyle Busch, que sempre esteve à minha disposição, me fazendo aprender muitas coisas, já que ele tem muita experiência."

Chase na Xfinity Series

Suarez também falou sobre os rumores de que a categoria empregaria o sistema de Chase para as duas divisões que corre. O mexicano preferiu não dar a opinião e sim focar no desempenho seu e da equipe.

"Não estou sabendo de nada, estou um pouco descolado de Charlotte no momento, mas acredito que podemos ser fortes independentemente do sistema."

Um rapaz de sorte

Fazendo parte do programa de Carlos Slim, que o possibilitou entrar na NASCAR americana, Suarez se autodeclarou um homem de sorte, por sempre ter definido seu destino profissional desde cedo e com boas oportunidades na carreira.

"Acredito que sou um cara de sorte, sempre tive apoio de muitas pessoas no México, desde que tinha 16 anos quando comecei minha carreira em stock cars. Também sempre tive boas oportunidades de fazer corridas nos Estados Unidos."

"Sempre quis ser piloto, desde que tinha 11 anos meus planos eram de ser um piloto profissional. Conforme o tempo foi passando fiz tudo aquilo que pude para isso e hoje estou numa grande equipe da principal categoria dos Estados Unidos."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias NASCAR XFINITY
Pilotos Daniel Suarez
Tipo de artigo Entrevista