Com foco na F1, Pietro Fittipaldi não fecha porta na NASCAR

Campeão nas categorias de base do campeonato norte-americano na adolescência, Fittipaldi diz por que optou por uma carreira na Europa

De saída da Fórmula 3 europeia para correr na Fórmula 3.5 V8, Pietro Fittipaldi se vê chegando cada vez mais perto da Fórmula 1. Durante a adolescência o piloto tomou uma decisão importante na carreira, que foi abandonar ao automobilismo americano para correr na Europa.

Antes almejando chegar à divisão principal da NASCAR, o piloto agora tem como meta estar na Fórmula 1 em breve. Segundo ele, a mudança foi graças a uma grande oportunidade lhe concedida por um patrocinador.

“Havia ganhado um campeonato na NASCAR (Whelen All-American Series, em 2011) e aí no ano seguinte fui novato do ano em outro campeonato acima”, falou ao Motorsport.com o neto do bicampeão de F1 Emerson Fittipaldi.

“Antes não tinha tido a oportunidade de ir para a Europa. Meus patrocinadores na época também queriam que eu corresse nos EUA. Mas tive essa oportunidade com a escuderia Telmex, e era algo que eu não podia deixar passar.”

“Acho que a Europa é uma escola muito boa, e com a Telmex - que tem dois pilotos na Fórmula 1 – era um negócio único. Por isso hoje estou correndo na Europa.”

Questionado se havia desistido de correr na NASCAR definitivamente, Pietro ressaltou que apenas alterou seu foco. Mas não descarta nada: “nunca virei a página”.

“Quando estava na NASCAR eu falava: ‘nunca vou para a Fórmula 1, nunca vou seguir estes passos porque não tem nada a ver. Estou correndo na NASCAR. Isso é EUA e lá é Europa’.”

“Eu aprendi a nunca fechar a porta para nada. Porque do nada, em alguns meses, eu estava correndo na Europa. Sempre estou de portas abertas. O foco agora é a Fórmula 1, mas quem sabe se um dia eu fizer minha carreira na Europa eu não possa voltar e correr na NASCAR.”

Com Erick Gabriel

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias NASCAR
Pilotos Pietro Fittipaldi
Tipo de artigo Entrevista