Otimista, Pedro Piquet inicia campeonato na Nova Zelândia

Brasileiro andou entre os dez primeiros em todos os treinos livres realizados nesta sexta-feira, que dá início ao primeiro final de semana da Toyota Racing Series

Pedro Piquet, bicampeão da F3 Brasil, está na Nova Zelândia para participar da Toyota Racing Series - desta vez, sem correr o risco de ter que voltar ao Brasil no meio da competição, como aconteceu há dois anos por um erro da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), que revogou a licença do piloto equivocadamente.

Com tudo certo, Piquet participou dos primeiros livres no circuito de Ruapuna Park e andou entre os dez mais rápidos nas três sessões realizadas nesta sexta-feira (15) – terceiro, quinto e sétimo lugares. O brasiliense reconheceu que teve um pouco de dificuldade para pegar o jeito do carro, mas se mostrou otimista para o final de semana.

“Tive um pouco de dificuldade no começo para me adaptar ao carro. O F3 no Brasil tem 270 cavalos, este tem 215 e tem muito menos pressão aerodinâmica. Então o carro faz menos curva e é muito fácil o piloto querer andar mais que o carro permite. Mas pouco a pouco estou pegando mais o jeito e os tempos estão mais próximos”, disse.

“Comparando com a primeira vez que eu vim, estou com muito mais experiência em geral. Da outra vez eu nunca tinha feito nenhuma corrida de nada e mesmo assim acho que até andei bem. Agora é questão de acostumar com o carro, fiquei dois anos andando com o F3 e não é tão fácil ‘virar a chave’ para um carro que faz menos curva e não freia tanto”, afirmou.

No sábado (16) acontecem as duas sessões classificatórias, que definem os grids das corridas 1 – com 15 voltas - e 3, a mais longa do fim de semana. A segunda corrida, também com 15 giros, tem o grid definido pela ordem de chegada da corrida 1, com inversão das oito primeiras posições.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Other open wheel
Pilotos Pedro Piquet
Tipo de artigo Últimas notícias