A 12 pontos do líder Serra, Fraga avisa: “dá para pegar”

compartilhar
comentários
A 12 pontos do líder Serra, Fraga avisa: “dá para pegar”
Por: Gabriel Lima
21 de set de 2018 15:47

Tocantinense da Cimed espera se aproveitar de pista favorável no Velo Città para continuar tirando pontuação de atual campeão

Depois de uma boa sequência desde o fim da pausa de meio de ano da Stock Car, Felipe Fraga continua otimista quanto a suas possibilidades de bicampeonato em 2018. O tocantinense é o mais próximo do atual líder do campeonato e campeão da Stock Car, Daniel Serra.

Falando ao Motorsport.com, ele afirmou que não vê má fase no time da Eurofarma RC – que não pontua com Serrinha nas três últimas corridas - mas acredita que pode bater o rival no Velo Città.

“Com certeza dá para pegar”, iniciou Fraga, a 12 pontos de Serra na tabela.

“Até antes, com mais de 40 pontos, nada era impossível. Mas não dá para falar que o Daniel sentiu a pressão. Ele errou, claro. Mas se tem um cara aqui na Stock que está podendo errar, é ele.” Ele vem de um ano muito bom. Ele errou no treino (bateu em Cascavel), perdeu um pouco de confiança. Mas, mesmo assim, quase foi para o Q3 de novo.”

“Então, sem falar de pressão, acho que a minha equipe chegou no Meinha. Temos hoje um carro que pode andar de igual para igual com ele.”

Fraga pontua que a Cimed vem bem desde o início do ano, e que apenas agora o time conquistou a consistência necessária para lutar pelo título.

“A gente está fazendo um bom trabalho desde o começo do ano. As pessoas podem achar que a gente melhorou, mas na verdade a gente só encaixou depois da pausa.”

“Em Interlagos, o Di Grassi teve problema na largada e eu bati nele. Não pontuei e o Daniel fez 20 pontos. Em Santa Cruz do Sul, liderei todos os treinos e meu motor fundiu na classificação. Larguei de 30º e o Daniel estava lá na frente. Só nessas duas provas você já tem os 40 pontos.”

“Acho que sempre estivemos bem – talvez não como eles – mas sempre estivemos bem para ser segundo ou terceiro. O problema é que não conseguíamos encaixar. Tem uma melhora no carro depois do meio do ano, mas isso vem desde o ano passado. Eu, o Cacá e o Marcos estamos na briga então temos muita chance de incomoda-los.”

Próxima Stock Car Brasil matéria
Casagrande supera Átila e lidera TL1 no Velo Città

Previous article

Casagrande supera Átila e lidera TL1 no Velo Città

Next article

Em melhor fase na Stock, Suzuki celebra boa sequência

Em melhor fase na Stock, Suzuki celebra boa sequência
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil
Evento Velo Città
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Últimas notícias