Com apoio conhecido, Mattheis reúne Campos e Pizzonia

Patrocinadora volta a investir na Stock Car por meio da RX Mattheis Motorsport e com dupla de pilotos que vestiram roxo em 2014 e 2015

A Prati-Donaduzzi vai estar de volta à Stock Car em 2017. A empresa farmacêutica assinou contrato de três anos com a RX Mattheis Motorsport e nesse período será representada nas pistas novamente por Antonio Pizzonia e Júlio Campos, que competiram juntos nas temporadas de 2014 e 2015.

"Sempre sonhei correr por uma equipe grande. Acho que essa é minha maior chance na categoria. Estamos agora numa organização muito bem organizada, com enorme banco de dados. Será apenas uma questão de adaptação", disse Campos em comunicado.

"Fico feliz com a volta da Prati-Donaduzzi, onde tive meus melhores momentos até agora. O reencontro com o Pizzonia é um facilitador porque nos conhecemos muito bem. Esse entrosamento ajudará na busca pelos resultados e será importante numa série tão competitiva."

Pizzonia, que está em Curvelo neste fim de semana, também comentou a novidade.

"É a volta de um projeto grande que começou a ser desenhado no final do ano passado, mas que naquele momento acabou sendo interrompido. Estou bastante motivado e confiante na estrutura que encontramos. A equipe está preparando uma série de novidades técnicas e na metodologia de trabalho. Com o Júlio outra vez ao meu lado, o espírito de equipe também será reforçado", comemorou.

A Prati-Donaduzzi estreou na Stock Car em 2012 e registrou seu melhor desempenho com Campos e Pizzonia. Foram quatro vitórias (duas de cada), quatro poles e quatro melhores voltas. Campos chegou a liderar a classificação na metade de 2015 e já havia se tornado o primeiro a subir duas vezes ao pódio no mesmo dia dentro do sistema de rodadas duplas implantado em 2014. 

 

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Pilotos Antonio Pizzonia , Julio Campos
Tipo de artigo Últimas notícias