Com confusão na largada, Daniel Serra vence a primeira em Curitiba

Piloto da Red Bull é mais rápido que os demais e ainda suporta a pressão de Marcos Gomes para vencer

Daniel Serra garantiu a vitória na primeira corrida de Curitiba, na quarta etapa da Stock Car. O paulistano superou Galid na largada e depois suportou a pressão de Marcos Gomes, em uma prova marcada por uma confusão na largada. Thiago Camilo fechou o pódio.

Antes da prova começar, Felipe Fraga, que tinha se classificado em sétimo, teve um problema em seu carro e foi levado para largar dos boxes.

Na largada, como previsto, uma confusão antes mesmo da chicane da primeira curva: Khodair apertou Valdeno Brito e acabou rodando, com isso levou com ele Max Wilson, Ricardo Maurício, Felipe Lapenna, Fábio Fogaça, Lucas Foresti, entre outros.

O Safety Car foi acionado para que os fiscais fizessem a limpeza da pista, devido aos muitos destroços que ficou na reta. O Khodair foi considerado culpado pelo acidente e tomou bandeira preta.

A relargada foi dada na volta três, Galid se manteve na ponta, seguido por Daniel Serra e Thiago Camilo que era pressionado por Marcos Gomes. Na volta seis, Serra conseguiu passar Galid Osman e assumiu a ponta, no mesmo momento, Gomes passava Camilo no mesmo trecho. Pizzonia que largou em 16º, já aparecia na quinta colocação e mais tarde acabou passando por Camilo, ficando em quarto.

Gomes, também passou por Galid e começou a caça ao Daniel Serra. Mais tarde a principal briga era pelo pelotão do meio: Valdeno Brito, Átila Abreu, Diego Nunes e Rubens Barrichello revezavam de posições, valendo a nona colocação.

Na volta 16, abriu a janela para pit stops obrigatórios: Galid Osman, que tinha perdido contato com os líderes foi o primeiro, na volta seguinte foi Marcos Gomes para os boxes, que no momento já estava encostado em Daniel Serra.

O piloto da Red Bull foi na volta seguinte e voltou na frente de Gomes, com a diferença que Serra trocou dois pneus e Gomes apenas um. Na volta, o piloto da Voxx Racing colou em Serra e mais uma vez começou a briga pela vitória.

A luta pela a “pole” da segunda prova ficou entre Valdeno e Barrichello, Rubinho encostou no paraibano mas não quis ultrapassar, pois a décima colocação daria a pole para ele na segunda prova. Mas como o piloto da Full Time estava muito mais rápido, ele acabou ultrapassando o Valdeno, assumindo a nona colocação.

Na última volta, Marcos Gomes pressionou Daniel Serra, mas não foi o suficiente para superar. Com isso Serra venceu, com Gomes em segundo e Thiago Camilo em terceiro.

Posição Piloto Equipe Voltas/ diferença
1 Daniel Serra Red Bull 35 voltas
2 Marcos Gomes Voxx Racing 0.528
3 Thiago Camilo Ipiranga RCM 9.239
4 Antônio Pizzonia Prati-donaduzzi 10.959
5 Galid Osman Ipiranga RCM 16.033
6 Rafael Matos Schin Racing 16.732
7 Cacá Bueno Red Bull 18.397
8 Júlio Campos Prati-donaduzzi 19.052
9 Rubens Barrichello Full Time 28.068
10 Valdeno Brito Shell Racing 28.968
11 Diego Nunes Vogel Motorsport 29.055
12 Luciano Burti RZ Motorsport  36.435
13 Gabriel Casagrande C2 Team 37.119
14 Denis Navarro Vogel Motorsport 37.708
15 Felipe Fraga Voxx Racing 38.205
16 Átila Abreu AMG 41.635
17 Popó Bueno Cavaleiro Racing 44.055
18 César Ramos  Cavaleiro Racing 45.790
19 Rafael Suzuki RZ Motorsport  59.384
20 Bia Figueiredo Bassani 1:03.749
21 Raphael Abbate Hot Car 1 volta
22 Sérgio Jimenez C2 Team 3 voltas
23 Tuka Rocha Bassani 5 voltas
24 Ricardo Zonta Shell Racing 9 voltas
25 Lucas Foresti AMG 24 voltas
26 Fábio Fogaça Hot Car 27 voltas
27 Ricardo Maurício Eurofarma RC 29 voltas
28 Vitor Genz Boettger 33 voltas
29 Allam Khodair Full Time desclassificado
30 Max Wilson Eurofarma RC abandonou
31 Felipe Lapenna Schin Racing abandonou

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Pilotos Daniel Serra , Thiago Camilo , Marcos Gomes
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Relato da corrida