Em fim de ciclo, Mattheis cita “desmotivação geral” em time

Com segundo semestre atribulado, chefe da Red Bull Racing lamenta terminar parceria em baixa: “é frustrante”

Depois de oito temporadas com a mesma dupla de pilotos, o mesmo anunciante e sempre disputando o título, Andreas Mattheis chega ao fim de sua parceria com a Red Bull e com Cacá Bueno e Daniel Serra em baixa.

O ciclo, iniciado em 2009, termina com sua pior temporada. O ano de 2016 marca o primeiro campeonato que o time não chega à última corrida em condições de vencer o título desde o início da parceria. Atualmente Daniel Serra ocupa o sexto lugar no campeonato com 169 pontos e Cacá Bueno é o 12º com 146. Líder do campeonato, Felipe Fraga tem 282 pontos.

Chateado, Andreas Mattheis deu sinais de que o desgaste na relação e o fato de todos seguirem caminhos diferentes no próximo ano acabou comprometendo o desenvolvimento dos carros nos últimos meses.

“É o fim de um ciclo que gostaríamos de fechar com chave de ouro”, iniciou ao Motorsport.com.

“Mas, neste segundo semestre, a partir da Corrida do Milhão a gente não foi bem. Acho que de certa forma ocorreu uma desmotivação geral, tanto da parte dos pilotos – que estão mudando de equipe – tanto de uma parte nossa – que estamos mudando de patrocinador."

"Obviamente também teve o fator da sorte, que acabou não nos ajudando muito. Neste ano não estamos disputando o título, mas vamos voltar com tudo para o ano que vem.”

Mattheis não chegava à última corrida de uma temporada sem disputar o título desde 2007. Questionado o que isso representava para si, o carioca confessou que se sente chateado com o fato

“Estou frustrado. É uma questão de analisarmos onde erramos e o que podemos fazer melhor, para no ano que vem disputarmos o campeonato novamente.”

“Nestes oito anos que estamos junto com a Red Bull e os mesmos pilotos – Cacá (Bueno) e o Daniel (Serra) – tivemos uma experiência incrível. Primeiro pela parceria com o patrocinador, e depois pelos pilotos.”

“O Daniel chegou para nós bastante cru, e fizemos um trabalho de desenvolvimento juntos e hoje em dia ele é um piloto super capacitado. O Cacá já veio pronto. Obviamente nós aprendemos muito com ele, e ele também aprendeu algo com a gente. Só podemos estar muito felizes por termos conquistado três campeonatos em oito anos. Queríamos estar disputando o título agora, mas não podemos negar que estamos satisfeitos pelo nosso sucesso do passado.”

Expectativa para 2017

No próximo ano a estrutura comandada por Andreas Mattheis terá a Ipiranga como anunciante principal e Thiago Camilo e Galid Osman como pilotos. O carioca está otimista para o início do novo trabalho.

"A expectativa é bem positiva. Vamos estar com o Thiago Camilo e o Galid Osman, e estamos super motivados para tentarmos fazer um bom trabalho com eles e construir uma história nova", disse.

"Mas tecnicamente vamos mudar muito, porque na Stock Car o regulamento limita muito os recursos de mexidas no carro. O acerto de cada piloto é diferente. O acerto ideal do Daniel nunca vai ser o do Cacá, o do Thiago ou o do Galid. Então, o time que conseguir mais rapidamente se ajustar com o novo piloto, vai andar na frente primeiro."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Evento Interlagos II
Pista Interlagos
Tipo de artigo Entrevista