Ingo Hoffmann se desculpa por declarações contra "mimimi"

Campeão da Stock Car por 12 vezes se indignou com postura de Thiago Camilo, que reclamou que as luzes de freios de Átila Breu não estavam funcionando

Nem só de emoção dentro das pistas vive a Stock Car. Regulamentos polêmicos também tiram as pessoas envolvidas do sério e até mesmo o maior campeão da categoria, Ingo Hoffmann. Após o fim da primeira prova, ao ver na transmissão que Thiago Camilo reportava que Atila Abreu, até então líder da prova, estava com as luzes do freio apagadas e em seguida desclassificado da corrida por não ter entrado nos boxes para fazer o reparo, Hoffman soltou o verbo em sua página no Facebook.


Mais tarde, utilizando a mesma ferramenta, o ex-piloto pediu desculpas e afirmou que chegou a conversar com o próprio Camilo sobre o caso.


A etapa de Curitiba também teve outra decisão polêmica da direção de prova. Allam Khodair, que terminou a primeira bateria em segundo, teve pane seca na segunda prova. Como o regulamento pede que ao final de cada etapa sobre pelo menos 1 litro de combustível, o "japonês voador" acabou tendo os dois resultados impugnados pelo fato de não haver material para ser analisado pela direção de prova.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Evento Curitiba 3
Pista Autodromo Internacional de Curitiba
Pilotos Ingo Hoffmann , Thiago Camilo
Tipo de artigo Últimas notícias