Intruso, Átila Abreu faz mais uma pole na Stock. Rubinho é o 17º

Piloto, que conseguiu sua 3º pole no ano, é o único entre os cinco primeiros no grid de Curitiba que não luta pelo título

Mesmo lá atrás no campeonato, o piloto Átila Abreu confirmou a condição de ‘poleman’ da temporada 2013 da Stock Car e conseguiu o primeiro lugar no grid pela terceira vez no ano. O paulista fez o tempo de 1min18s513 neste sábado em Curitiba e será o intruso entre os cinco primeiros no grid para a 10º etapa do campeonato, já que os outros quatro pilotos deste grupo são exatamente os quatro primeiros do campeonato.

Ricardo Maurício larga na segunda posição, seguido por Daniel Serra, Cacá Bueno e Thiago Camilo. Rubens Barrichello, que disse ter sido atrapalhado por Ricardo Zonta, não conseguiu se classificar para a superpole e larga em 17º. A corrida de Curitiba será neste domingo, às 11h, com transmissão do SporTV.

Com tempo bom em Curitiba, o Grupo 1, que contou com a presença dos principais candidatos ao título, começou forte. Ricardo Maurício logo fez o melhor tempo do fim de semana, com 1min18s522. O terceiro colocado no campeonato, era seguido de Daniel Serra e Cacá Bueno, ambos também na casa do 1min18s, quando Tuka Rocha bateu, provocando uma bandeira vermelha.

O treino recomeçou, com o cronometro marcando mais cinco minutos para o fim do Grupo 1. O tempo de Ricardo Maurício não foi mais batido, mas Thiago Camilo aproveitou para se colocar entre os 4 primeiros.  Assim, os quatro primeiros no campeonato fizeram os quatro melhores tempos do grupo, com Sergio Jimenez em quinto, Max Wilson em sexto e Julio Campos em sétimo. Marcos Gomes, Nonô Figueiredo e Ricardo Zonta fecharam os 10 primeiros. Rubens Barrichello ficou apenas com a 12ª posição entre os 16 carros do grupo.

O ex-piloto da F1 reclamou que foi atrapalhado por Ricardo Zonta, quando fazia uma de suas últimas tentativas. Zonta explicou que não viu o carro do colega. “Os espelhos retrovisores da Stock às vezes dão uma impressão de que os carros de trás estão mais distantes do que na realidade. Então eu realmente não vi exatamente onde ele estava e ele vinha mais rápido e precisou tirar o pé”, argumentou ao SporTV.

Rubinho aceitou a explicação do piloto da BMC. “Conheço o Zonta já há bastante tempo e só fui perguntar se ele realmente não tinha me visto. Infelizmente, esse foi um treino em que nas duas voltas em que vinha mais rápido, em uma teve a bandeira vermelha e na outra, acabei tendo que tirar o pé quando cheguei no Zonta”, lamentou.

A pista melhorou bastante quando o Grupo 2 entrou e logo Átila Abreu fez o quarto melhor tempo no geral, com 1min18s926. Mas apenas ele e Ricardo Sperafico conseguiram ficar entre os 10 que disputariam a superpole. O piloto da Officer ProGP fez 1min18s996, exatamente o mesmo tempo de Denis Navarro, mas conseguiu o 10º tempo por ter feito a marca antes. Navarro ficou com o 11º. Ricardo Zonta e Nonô Figueiredo acabaram perdendo a vaga na superpole.

Na disputa final pelo primeiro lugar, Átila Abreu conquistou sua terceira pole no ano, fazendo logo no começo do treino 1min18s513, mesmo atropelando um quero-quero na passagem. “Não esperava essa pole. Fizemos um grande trabalho, a única coisa ruim  foi ter atropelado esse quero-quero, mas não tive o que fazer”, explicou Átila.

Ricardo Maurício conseguiu a segunda posição, 80 milésimos atrás do pole e Daniel Serra, que ultrapassou Cacá Bueno na última volta, foi o terceiro. Cacá ficou com a quarta posição e Thiago Camilo foi o quinto. Sergio Jimenez, Julio Campos, Max Wilson, Ricardo Sperafico e Marcos Gomes fecharam os 10 primeiros. 

Veja como ficou o grid de largada para a corrida de Curitiba:

1. Átila Abreu (Mobil Super Pioneer Racing) - 1:18.513
2. Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) - 1:18.593
3. Daniel Serra (Red Bull Racing) - 1:18.676
4. Cacá Bueno (Red Bull Racing) - 1:18.754
5. Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) - 1:18.839
6. Sergio Jimenez (Voxx Racing Team) - 1:18.904
7. Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) - 1:18.994
8. Max Wilson (Eurofarma RC) - 1:19.049
9. Ricardo Sperafico (Officer ProGP) - 1:19.170
10. Marcos Gomes (Carlos Alves Competições) - 1:19.683

11. Denis Navarro (Voxx Racing Team) - 1:18.996
12. Allam Khodair (Vogel Motorsport) - 1:19.071
13. Ricardo Zonta (BMC Racing) - 1:19.075
14. Galid Osman (Ipiranga-RCM) - 1:19.110
15. Diego Nunes (RC3 Bassani) - 1:19.136
16. Popó Bueno (Shell Racing) - 1:19.225
17. Rubens Barrichello (Full Time Competições) - 1:19.262
18. Fabio Fogaça (Vogel Motorsport) - 1:19.262
19. Valdeno Brito (Shell Racing) - 1:19.330
20. Rafa Matos (Hot Car Competições) - 1:19.348
21. Lico Kaesemodel (Boettger Competições) - 1:19.429
22. Luciano Burti (Boettger Competições) -1:19.511
23. Duda Pamplona (Officer ProGP) - 1:19.578
24. Felipe Lapenna (Hanier Racing) - 1:19.700
25. Vitor Genz (Gramacho Competições) - 1:19.774
26. Rodrigo Sperafico (Prati-Donaduzzi Racing) - 1:19.824
27. Nonô Figueiredo (Mobil Super Pioneer Racing) - 1:19.058 *
28. David Muffato (Carlos Alves Competições) - 1:19.852
29. Alceu Feldmann (Full Time Competições) - 1:19.892
30. Rodrigo Pimenta (Gramacho Competições) - 1:19.924
31. Wellington Justino (Hot Car Competições) - 1:20.057
32. Gabriel Casagrande (RC3 Bassani) - 1:20.068
33. Beto Cavaleiro (Hanier Racing) - 1:21.313
34. Tuka Rocha (BMC Racing) - 1:25.904

*Nonô Figueiredo perdeu 15 posições no grid, por uma punição aplicada na última corrida

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias