Kanaan é apresentado oficialmente à Bassani Racing na Stock

Evento aconteceu em uma das fábricas do apoiador de Tony, o Grupo Petrópolis. Piloto correrá com o #100 em homenagem à cervejaria

Na tarde desta terça-feira, na fábrica de Boituva do Grupo Petrópolis, Tony Kanaan foi anunciado oficialmente como piloto da Bassani Racing para as últimas duas etapas do ano.

O piloto da KV Racing na Fórmula Indy, que já tem contrato para 2013, comentou de onde surgiu o convite e que já sentou no carro pela primeira vez - e estranhou bastante. "Estou contente, nunca andei com esse carro, não sei o que esperar. Quando eu sentei ontem para fazer o banco, tinha porta, um monte de coisa que eu não estava acostumado."

"Sempre expressei a vontade de correr na Stock Car e, após os convites do Luciano Burti e do Rubens Barrichello, o Douglas Silva (presidente do Grupo Petrópolis) ter comprado a ideia, vou correr na Bassani Racing de meu amigo Eduardo", falou Tony Kanaan em entrevista coletiva acompanhada pelo TotalRace em Boituva, São Paulo.

Por ser uma coisa muito nova, Tony não espera fazer uma grande corrida logo de cara, mas irá usar esta corrida de Brasília como um treino para a do Milhão em dezembro. "A ideia era fazer a Corrida do Milhão, mas eu perguntei: 'tem treino?' Disseram que não. 'Bem, então vou fazer uma corrida de treino antes'", falou Kanaan. "Inclusive falaram: 'será em Brasília, que é num oval que você está super acostumado', mas só que esqueceram que nos Estados Unidos o oval vira para a esquerda", brincou.

Tony Kanaan terá a seu lado no time o piloto Raphael Mattos, que também já correu na Indy, inclusive sendo campeão da Ligths. Ambos os pilotos da Bassani e Rubens Barrichello da Medley terão um treino extra nesta quinta-feira no autódromo.

"Tenho que pensar alto", diz Bassani

Procurado pelo TotalRace, Eduardo Bassani, o chefe da equipe de Tony revelou que seu time sofreu grandes problemas financeiros em 2013 e praticamente fechou as portas. Mas o esforço e força de vontade imperaram e ele, mesmo correndo praticamente cada etapa com uma dupla de pilotos diferente.

"Era para eu ter parado. Nesse aspecto fui um grande vencedor por estar lá sempre respeitando o regulamento e manter meu lugar ao sol na Stock. O grande problema foi que no início do ano perdemos um patrocinador que estava apalavrado e não conseguimos repor", falou Bassani. "O bom é que Brasília e São Paulo são duas pistas que favorecem a equipe. Já pegamos pódio por lá", completou.

Indagado em qual posição ficaria legal que seus pilotos desempenhasse, Bassani disse que "a chance dos meus dois pilotos são mais em Brasília do que no Milhão, pois é uma pista mais equilibrada. Minha meta é levar ao menos um piloto para o top qualifying. Sei que é sonhar alto, mas o fato de termos muitos treinos cria essa expectativa. Para a corrida é difícil dizer, pois depende de uma série de fatores".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias