Líder, Serra diz que não marcará Camilo por título da Stock

compartilhar
comentários
Líder, Serra diz que não marcará Camilo por título da Stock
Por: Gabriel Lima
7 de dez de 2017 09:42

Com 15 pontos de vantagem no campeonato, piloto da Eurofarma fala que está tranquilo com sua performance e celebra grande ano em equipe nova

Daniel Serra comemora pole em Goiânia com o pai, Chico Serra
Daniel Serra
Daniel Serra comemora no pódio de Curitiba
Daniel Serra comemora pole em Goiânia
Thiago Camilo e Daniel Serra
Daniel Serra em Buenos Aires
Daniel Serra em Buenos Aires
Daniel Serra recebe cheque de 1 milhão
Daniel Serra
Daniel Serra
Daniel Serra em Curitiba

Próximo do título em 2013 após liderar grande parte do campeonato, Daniel Serra tem desde então entalado na garganta o desfecho daquela temporada e continua na busca por seu primeiro campeonato na Stock Car.

Neste ano, ele tem sua melhor oportunidade de se sagrar campeão. Ele chega à última corrida da temporada com 15 pontos de frente em relação a Thiago Camilo – único que ainda pode derrota-lo.

Para se tornar o segundo filho de campeão da Stock Car a faturar o título - após Marcos Gomes em 2015 - Daniel prega pela calma e pelo foco no objetivo de fazer um final de semana competitivo em Interlagos.

“Estamos tranquilos e muito focados na preparação. Vamos chegar para fazer um bom final de semana, como temos feito já durante todo esse ano”, disse em entrevista ao Motorsport.com.

“Temos que estar focados no nosso trabalho. Não podemos nos concentrar muito no que eles (Thiago Camilo e Mattheis) estão fazendo. Temos que nos concentrar em fazer uma boa classificação e uma boa corrida, pensando no nosso resultado somente.”

Serra espera fechar com chave de ouro um ano que tem sido muito bom. Pela primeira vez ele ganhou a Corrida do Milhão e, mais importante, logo na primeira participação venceu as 24 Horas de Le Mans na classe LMGTE-Pro em um Aston Martin Vantage.

Porém, na Stock o grande fator que o levou a um grande ano foi a boa junção que teve com a equipe Eurofarma, de Rosinei Campos.

“Acho que casou o jeito que eu trabalho com o jeito que o Meinha trabalha”, disse.

“Pode ser que o acerto que ele faz nos carros tenha casado bem para o modo como eu guio. Tivemos um acerto muito bom em todas as pistas, então é um pouco difícil explicar exatamente o porquê estamos tão fortes. Acho que casou o jeito de trabalho e o jeito de guiar com o setup dele. Tudo funcionou, e assim é mais fácil do trabalho ir evoluindo.”

“Não temos exatamente um ponto forte. Acho que nosso ponto forte é ter um carro competitivo, que foi o caso em todas as etapas até agora. Independente do clima e do tipo de pista, o nosso carro sempre foi muito competitivo e estou confiante que ele vai chegar na pista em Interlagos já bem veloz.”

Conhecer bem equipe Mattheis não é vantagem

Piloto do time de Andreas Mattheis desde o ano de 2009 até 2016, Daniel Serra diz que não é privilégio nenhum ter feito oito temporadas junto com a equipe carioca na qual Thiago Camilo compete neste ano. Para ele, isso se anula com o fato de o time também conhece-lo muito bem.

“Eu conheço bem eles, mas eles também me conhecem bem”, falou.

“Eu acho que está todo mundo em um processo de aprendizagem e evolução. Não adianta eu achar que vou estar competindo com a equipe que eu conheço, porque com certeza eles evoluíram de um ano para o outro. Então, acho que essa parte fica meio neutra.”

Para conquistar o título sem depender de Camilo, Serra precisa chegar ao pódio neste domingo.

Próxima Stock Car Brasil matéria
Massa confirma participação na abertura da Stock Car de 2018

Previous article

Massa confirma participação na abertura da Stock Car de 2018

Next article

Camilo lembra 2013 e crê em chances: “cenário pode inverter”

Camilo lembra 2013 e crê em chances: “cenário pode inverter”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil
Pilotos Daniel Serra
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Entrevista