Pilotos da Stock Car comentam novo formato de transmissão da categoria

Luciano Burti e Átila Abreu falam sobre prós e contras da ida da categoria à tela do canal SporTV em 2013

A Stock Car, maior categoria do automobilismo nacional, estreia em 2013 um formato de transmissão diferente dos anos passados. Com corridas sempre exibidas na Globo dentro do programa Esporte Espetacular e sem tanto aprofundamento na cobertura, a categoria neste ano terá grande espaço no canal SporTV, braço esportivo da Rede Globo na TV a cabo.

Serão exibidos treinos classificatórios e corridas ao vivo com cobertura abrangente, entrevistas e grande participação de comentaristas. A Globo exibirá apenas quatro etapas ao vivo e compactos das restantes.

“Óbvio que o primeiro impacto, quando você sai da Rede Globo, é um baque. É uma perda.”, afirma Luciano Burti, comentarista de F-1 da Globo ao TotalRace.

“Ao mesmo tempo, a Globo foi muito responsável em fazer com que a Stock Car continuasse dando o retorno que dava dentro da Globo, para que a categoria pudesse sobreviver. Por pedido da Globo, a categoria elevou o nível, elevando o custo por conta disso, e, obviamente, se não tiver retorno para o patrocinador, a categoria vai quebrar.”

O piloto e comentarista também contou um pouco do planejamento para se viabilizar a transmissão no formato atual. “Fizeram várias contas, estudos e projeções para que dentro do SporTV se tenha um espaço muito maior, um lado jornalístico muito mais forte.”

“Vamos ter classificação com pré-hora, com pós-hora, etc. Isso vai dar um retorno muito grande à categoria. No final de semana seguinte vai ter um compacto na Rede Globo, dentro do Esporte Espetacular. Vai ser um compacto que propositalmente mostre vários carros, vários patrocinadores diferentes.”

“A Globo é muito responsável nesse sentido. Acho que no longo prazo, pode até sair ganhando por ter uma cobertura mais especializada, com mais informações para que o público entenda cada vez mais da categoria”, opinou Burti.

Já Átila Abreu se disse otimista em um crescimento da Stock Car no gosto da audiência. “Eu gosto bastante. O fã da categoria agora vai poder entender o que é uma tomada de tempo.”

“Muitas vezes quando ligava a TV para assistir, via aquele grid de largada e não sabia o que tinha acontecido, o histórico. Às vezes o legal do negócio é o charme, a história contada nos mínimos detalhes, as pessoas começam a ter uma outra visão de como é a categoria.”

“Acho muito válido, gosto desse formato. O público vai gostar porque a tomada é muito legal, é uma volta, tem toda uma tenção, todo mundo fica apreensivo. Acho legal”, finalizou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias