Sumiço de empresário arrisca futuro de Tuka Rocha na Stock

compartilhar
comentários
Sumiço de empresário arrisca futuro de Tuka Rocha na Stock
Por: Gabriel Lima
19 de abr de 2018 15:18

Desaparecimento misterioso de Hélio Caxias, chefe da Hibridos, faz piloto ir atrás de novo patrocínio para seguir na equipe Vogel

Tuka Rocha
Tuka Rocha
Tuka Rocha
Tuka Rocha e Rafa Matos
Tuka Rocha

O empresário Hélio Caxias Filho, 36, chefe da Hibridos – empresa de investimentos em moedas virtuais – está desaparecido desde o dia 5 de abril. Envolvido com o esporte a motor, ele patrocinava Tuka Rocha na equipe Vogel na Stock Car e a equipe de Alexandre Barros no Superbike Brasil.

Com o sumiço, Tuka tem sua participação na próxima corrida da categoria, no Velopark neste final de semana, bastante ameaçada.

Antes do desaparecimento, de acordo com a esposa de Hélio, ele dizia que era ameaçado por clientes que haviam tido prejuízo. A última notícia que se tem dele é de que ele foi a uma reunião com clientes em um shopping da zona sul de São Paulo. Após isso, o empresário não deu mais notícias e teve seu carro encontrado na garagem de seu escritório.

Em entrevista ao Motorsport.com, Tuka Rocha disse que o desaparecimento de Hélio fez com que a empresa parasse completamente.

“Como a empresa era muito centralizada nele, pelo fato de ser uma gestora de bitcoins, tudo parou”, disse Tuka.

“Com isso, não teve o pagamento da equipe. São parcelas mensais, e uma parcela - que era para ter sido feita após Curitiba - não foi feita e com isso a gente está sem o cumprimento do patrocínio. “

“Já é caso de polícia, porque ele realmente está como desaparecido, não se sabe o que aconteceu. Ou foi sequestro, ou ele desapareceu por algum motivo. A família não tem notícia e ninguém mais tem notícia dele.”

Dias atrás, em nota, a esposa de Hélio, Thalia Alves de Andrade, disse que todos os investimentos eram feitos exclusivamente pelo marido, e que não há como seguir com as atividades da empresa.

“A gestão financeira e administrativa da empresa era realizada exclusivamente pelo meu marido, onde nenhum dos funcionários da empresa, prestadores de serviço ou eu possuímos senhas ou acesso a contas bancárias ou Bitcoins para qualquer tipo de movimentação, investimento ou pagamento. Assim não há meios de a empresa continuar com suas atividades e pagamentos até que meu marido apareça ou seja encontrado.”

Para Tuka Rocha, o congelamento dos investimentos da Híbridos significa o fim da maior fonte de seu orçamento.

“Não há como viabilizar minha participação sem isso, porque é um patrocinador máster e equivale cerca de 80% do budget do time”, seguiu.

“E, se não encontrarmos nada, vamos ficar dois meses atrasados. E aí o time não tem como seguir.”

“É uma situação muito delicada, eu não sei o que aconteceu. A gente pensa em várias hipóteses. Eu não quero tirar nenhuma conclusão agora, porque é desrespeitoso com a situação. Nem a família dele sabe o que está acontecendo, então quem sou eu? A gente agora tem que tocar a vida, temos que tentar viabilizar.”

“De qualquer forma, o nosso contrato não está mais valendo por isso, o atraso. E tenho que tocar a vida, a gente não pode parar. Se conseguir correr, vou correr com outro patrocinador lá. Não vou correr com a marca da Híbridos.”

“Depois do desaparecimento, vieram várias reclamações de pessoas sobre empresa, mas aí eu não tenho nada a ver. Era só patrocinado. Não era cliente. Entrar no mérito das pessoas lesadas por isso é algo que não vou fazer.”

O time de Alexandre Barros na Superbike Brasil, também patrocinado pela Híbridos desde o último ano, confirmou ao Motorsport.com que não irá correr nesta temporada com o anúncio da marca após a nota da esposa de Hélio.

Ainda assim, Tuka diz que ainda pode correr neste final de semana se utilizando do aumento de investimento de outro patrocinador seu, com o qual iria se reunir na tarde desta quinta (19).

“Talvez consigamos correr, porque estou chegando em Paulínia (São Paulo) para tentar uma chance com um outro patrocinador meu. Já era para eu ter ido hoje de manhã para lá (Velopark) e eu nem fui para esperar esta posição.”

Próxima Stock Car Brasil matéria
No aniversário da Stock Car, Shell Racing adota visual retrô

Previous article

No aniversário da Stock Car, Shell Racing adota visual retrô

Next article

Após ‘cano’, Tuka Rocha consegue fundos e corre no Velopark

Após ‘cano’, Tuka Rocha consegue fundos e corre no Velopark
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Stock Car Brasil
Pilotos Tuka Rocha
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Últimas notícias