Thiago Camilo vence prova marcada por recuperação de Cacá e Rubinho

Em 20 minutos, Cacá Bueno e Barrichello saíram de 20º e 24º para chegar em 3º e 4º, respectivamente

Thiago Camilo chegou à Brasília sem nenhum ponto ainda na tabela da Stock Car 2014, mas, após o 10º lugar na primeira etapa, o piloto venceu a segunda bateria e conseguiu somar 26 pontos no fim de semana. Camilo precisou resistir bravamente ao assédio de Júlio Campos, o segundo na corrida de fundo e quem mais pontos somou neste domingo: 28.

Completando o pódio da segunda etapa, chegou Cacá Bueno, da Red Bull, seguido por Rubens Barrichello e Daniel Serra. Os três tiveram problemas na primeira corrida, largaram do meio para o fim do grid, mas fizeram uma prova ótima prova de recuperação na prova número dois em Brasília.

Com o resultado das duas provas, Valdeno Brito permaneceu na liderança do campeonato, com 52 pontos, com Marcos Gomes na vice-liderança, com 50 e Sergio Jimenez em terceiro, com 49.

Largando na pole, após grande batalha com Felipe Fraga na primeira prova (o piloto de Tocantins levou, mas acabou punido), Thiago Camilo manteve a ponta, enquanto Sergio Jimenez, o segundo no grid, acabou perdendo posições para Julio Campos e Raphael Matos. Mas, como muitos pilotos ainda precisariam parar nos boxes para reabastecer, a prova mudou bastante logo nas primeiras voltas.

[publicidade] Jimenez, Matos, Átila Abreu, Denis Navarro e Valdeno Brito estiveram entre os que precisaram colocar mais combustível, abrindo caminha para Felipe Fraga assumir a terceira colocação. Bom também para Rubens Barrichello e Cacá Bueno. Os dois, que tiveram muitos problemas na primeira prova, largaram em 24º e 20º, respectivamente, na segunda bateria, mas já estavam entre os sete primeiros logo na 4ª volta.

Faltando oito minutos para o fim da prova, Rafael Suzuki rodou após ser tocado por Diego Nunes e ficou parado no meio da pista, provocando a entrada do Safety Car. Thiago Camilo, Julio Campos, Felipe Fraga, Ricardo Maurício e Cacá Bueno eram os seis primeiros, com Rubinho em sexto. Na relargada, as posições se mantiveram, mas Julio Campos foi para cima de Thiago Camilo.

Na briga pelo terceiro lugar, Ricardo Maurício partiu para cima de Felipe Fraga, mas quase perdeu a quarta colocação para Cacá Bueno. Na volta seguinte, no entanto, Ricardinho acabou acertando a zebra e teve um pneu furado, precisando ir aos boxes. Felipe Fraga também perdeu rendimento, deixando a terceira posição para Cacá Bueno, com Rubinho assumindo a quarta colocação e Daniel Serra em quinto. Na ponta, Thiago Camilo resistiu à pressão de Julio Campos e conseguiu sua primeira prova no ano.

Resultado da segunda corrida deste domingo (27), em Brasília - DF.

1. Thiago Camilo – 20 voltas em 21min17s764
2. Julio Campos – a 0.322
3. Cacá Bueno            - a 4.532
4. Rubens Barrichello – a 5.299
5. Daniel Serra – a 5.467
6. Popó Bueno – a 7.426
7. Tuka Rocha            - a 8.766
8. Diego Nunes – a 9.027
9. Felipe Fraga –a 10.491
10. Lucas Foresti – a 13.578
11. Marcos Gomes – a 15.922
12. Alceu Feldmann – a 16.551
13. Felipe Lapenna – a 17.153
14. Valdeno Brito – a 17.478
15. Sergio Jimenez - a 17.886
16. Bia Figueiredo – a 18.459
17. Allam Khodair – a 19.391
18. Luciano Burti – a 19.841
19. Denis Navarro – a 20.221
20. Átila Abreu – a 20.851
21. Nonô Figueiredo – a 21.191
22. Max Wilson – a 21.227
23. Beto Cavaleiro –a 28.368
24. Ricardo Zonta – a 1 volta
25. Ricardo Mauricio – a 2 voltas
26. Raphael Matos – a 5 voltas
27. Rafael Suzuki – a 6 voltas
28. Fabio Fogaça – a 12 voltas
29. Antonio Pizzonia - não completou
30. Vitor Genz - não completou
31. Gabriel Casagrande - não completou
32. Galid Osman - não completou
33. Lico Kaesemodel - não completou
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias