Tuka Rocha relembra ano em que, quase literalmente, renasceu das cinzas

Estreante do ano na Stock Car protagonizou uma das cenas mais marcantes de 2011 e usa experiência como combustível para 2012

Tuka Rocha escapa de seu carro em chamas no Rio

Ele protagonizou uma das cenas mais marcantes em um ano recheado de tragédias no automobilismo, mas se salvou para contar a história e não poderia estar mais animado para 2012. O piloto da Stock Car Tuka Rocha conversou com o TotalRace sobre sua temporada de estreia na categoria, marcada por um acidente espetacular que acabou sendo um divisor de águas em seu ano.Ele protagonizou uma das cenas mais marcantes em um ano recheado de tragédias no automobilismo, mas se salvou para contar a história e não poderia estar mais animado para 2012. O piloto da Stock Car Tuka Rocha conversou com o TotalRace sobre sua temporada de estreia na categoria, marcada por um acidente espetacular que acabou sendo um divisor de águas em seu ano.

 “O ano foi muito cheio de altos e baixos, foi muito louco. Teve o acidente na etapa do Rio, quando meu carro pegou fogo e tive de pular do carro, e, até ali, não tinha conseguido bons resultados, vindo de uma carreira em que estava sempre ganhando. Estava voltando da Europa depois de oito anos para viver no Brasil e correr de turismo. Depois do acidente, mudou tudo. Comecei a andar muito bem, fiz um quinto lugar na Bahia, meu final de ano foi muito bom.”

Depois de, quase literalmente, renascer das cinzas, Tuka está cheio de boas perspectivas para sua segunda temporada na Stock.

“Acabei ganhando o prêmio de melhor estreante do ano e vou passar o réveillon sabendo que ano que em 2012 terei uma equipe nova, uma das melhores do campeonato, que é do Maurício Ferreira, da Fulltime. Não tem coisa melhor, só tenho a agradecer por este ano.”

Para o piloto, uma combinação entre as mudanças feitas no carro, destruído pelas chamas no acidente, e na sua própria mentalidade o ajudaram a ter uma segunda metade de ano muito melhor que a primeira.

“Acho sinceramente que meu outro carro não tinha o desempenho daquele de depois do acidente, porque tivemos que mudar muitas coisas Já vinha reclamando, mas eles não acreditavam. Depois que a gente mudou, eu consegui me adaptar muito mais rapidamente e o carro passou a sair menos de frente.”

“Ao mesmo tempo, acho que o acidente causou uma mudança na vida, na vontade. Depois de escapar da morte do jeito que eu escapei, só tenho de agradecer e curtir. Coloquei menos pressão em mim, então acho que juntou tudo. Acho que tem muito a ver com o desempenho do carro porque, não é porque pegou fogo no meu carro que abriu minha cabeça, mas as coisas realmente mudaram.”

Tuka Rocha garante, no entanto, que não tem problema algum em rever as imagens do acidente. Pelo contrário, acredita que acabou lucrando, tanto em popularidade, como em próprio crescimento pessoal.

“Vejo numa boa. Acabei ficando reconhecido por isso, foi inacreditável. Quando estava no hospital, não tinha noção. Todas as vezes que vejo as imagens, só penso é que graças a Deus que estou aqui fazendo o que eu gosto. Não tenho porque me preocupar. Eu tive muita sorte, muita sorte mesmo, mas estou aqui, vivo, para continuar ano que vem com o objetivo de ser campeão da Stock Car.”

(Colaborou Luis Fernando Ramos)

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Stock Car Brasil
Tipo de artigo Últimas notícias