Pietro Fittipaldi negocia retorno à Super Fórmula Japonesa

compartilhar
comentários
Pietro Fittipaldi negocia retorno à Super Fórmula Japonesa
Rachit Thukral
Por: Rachit Thukral
Co-autor: Tomohiro Yoshita
8 de dez de 2018 12:55

Piloto de testes da Haas diz que está conversando com equipes da categoria, visando agora a temporada completa

O ano de Pietro Fittipaldi previa competir em parte do calendário da Super Fórmula Japonesa, com a Team Le Mans, mas foi forçado a interromper seus planos devido ao acidente na etapa de Spa do mundial de endurance.

Desde sua completa recuperação, ele priorizou a Indy, fazendo as últimas cinco corridas do calendário.

Mesmo assim, o neto de Emerson Fittipaldi sempre admitiu que poderia voltar à categoria do Japão e esteve presente nos testes de pós-temporada nesta semana em Suzuka.

“Vim a Suzuka apenas para reuniões”, disse Pietro ao Motorsport.com. “Obviamente, a Super Fórmula é um grande campeonato, é uma possibilidade para o próximo ano.”

“É claro que seria ótimo correr na Super Fórmula com um pacote correto e sermos competitivos. É algo muito interessante.”

“Vim acompanhar o teste e conheço Timo [Rumpfkeil] da Motopark, então ele me deixou acompanhar os testes com a equipe.”

“Apenas vim acompanhar os testes, participar de algumas reuniões e ver todo mundo da Team Le Mans, porque a última vez que eu os vi foi antes do acidente.”

O piloto de 22 anos acrescentou: “Estamos em conversas com alguns times da Super Fórmula. Estou confiante, adoraria correr aqui.”

“Também analiso outras categorias, que tenham o pacote certo, que se encaixe com meu calendário de F1 com a Haas e, obviamente, com um carro competitivo.”

Mesmo após o acidente em Spa, houve a possibilidade de Pietro fazer a última etapa da Super Fórmula em outubro, mas a equipe acabou optando por manter Tom Dillmann, que havia o substituído durante todo o período de recuperação.

“Eu queria ter continuado na Super Fórmula, mas o problema era que eu também estava correndo na Indy. Então, quando tive meu acidente, eu tive que mudar meu calendário da Indy.”

“E com isso eu não estava disponível para a Super Fórmula, havia muitos conflitos de datas, mas havia a possibilidade de correr em Suzuka, mas a equipe decidiu manter o mesmo piloto.”

“Não faria sentido para mim fazer apenas a última corrida, não pude continuar.”

Next article
Red Bull anuncia planos de programa de jovens envolvendo Honda

Previous article

Red Bull anuncia planos de programa de jovens envolvendo Honda

Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Super Fórmula
Pilotos Pietro Fittipaldi
Autor Rachit Thukral