Donington decide fechar museu com coleção de F1s históricos

compartilhar
comentários
Donington decide fechar museu com coleção de F1s históricos
Por: Paul Lawrence , Writer
11 de out de 2018 13:27

A Donington Grand Prix Collection, que já foi a maior coleção de carros de corrida do mundo, fechará suas portas em 5 de novembro.

A coleção foi desenvolvida pelo falecido Tom Wheatcroft, que começou a comprar carros de corrida na década de 1960. Em 1971, ele comprou o local do antigo circuito de Donington Park e começou a reconstruir a pista.

No entanto, antes de trazer as corridas de volta ao local, em 1977, o construtor de Leicester abriu seu museu construído na pista.

A abertura oficial, em março de 1973, contou com a presença de Raymond Mays e exibições de BRMs e Vanwalls.

Wheatcroft continuou a expandir sua coleção de carros de corrida famosos e quando o circuito foi aberto, alguns deles foram usados ​​em demonstrações.

Por mais de 40 anos, o museu foi um importante destino de visitantes e contou com muitas exposições, incluindo uma em homenagem a Ayrton Senna, uma com os carros pilotados pelo protegido de Wheatcroft, Roger Williamson, e o Lotus 18 usado por Stirling Moss para vencer em Mônaco em 1961.

Em 2007, a mal sucedida tentativa de trazer a Fórmula 1 de volta a Donington deixou o local agitado e a pista ficou fechada por muitos meses após o colapso do acordo.

Wheatcroft morreu em 2009 e deixou para seu filho Kevin trazer Donington Park de volta à ação. Carros-chave da coleção foram vendidos para ajudar a financiar o trabalho de restauração, enquanto Wheatcroft Jr introduziu uma coleção de veículos militares ao museu.

Carros mais recentes de corrida emprestados pelas fabricantes lotaram os corredores, já que muitos carros preciosos de Tom Wheatcroft dos anos 1950, 1960 e 1970 foram vendidos.

Agora, com o circuito sendo operado pela Motor Sport Vision, a coleção de Donington é considerada insustentável e será fechada em novembro. As exposições restantes estão sendo devolvidas a seus proprietários ou vendidas.

"Fechar o museu depois de 45 anos foi uma decisão realmente difícil, mas as responsabilidades familiares simplesmente se tornam a coisa certa a se fazer", disse Kevin Wheatcroft.

Next article
Roborace fará parte do Festival de Goodwood de 2018

Previous article

Roborace fará parte do Festival de Goodwood de 2018

Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Vintage
Autor Paul Lawrence