Alonso indica futuro no WEC depois que deixar a F1

compartilhar
comentários
Alonso indica futuro no WEC depois que deixar a F1
15 de fev de 2018 11:30

Espanhol cita categoria do endurance como menos exigente, mas ainda assim competitiva, o que a torna uma possibilidade para seu futuro

#8 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050-Hybrid: Fernando Alonso, Sébastien Buemi
#8 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050-Hybrid: Fernando Alonso
#8 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050-Hybrid: Fernando Alonso
#23 United Autosports Ligier LMP2, P: Fernando Alonso
#23 United Autosports Ligier LMP2: Fernando Alonso
Fernando Alonso, United Autosports with fans
#23 United Autosports Ligier LMP2: Fernando Alonso
Fernando Alonso, United Autosports
Fernando Alonso, United Autosports
Fernando Alonso, McLaren

Fernando Alonso indicou que poderá abraçar o Mundial de Endurance (WEC) de vez depois que decidir deixar a F1.

Em 2018, o espanhol conciliará sua temporada regular na McLaren com a campanha no WEC pela Toyota, o que, obviamente, também incluirá as 24 Horas de Le Mans, em junho.

Mesmo sem ainda ter estreado na categoria, Alonso disse ver com bons olhos uma migração definitiva, já que admite que não conseguirá se dedicar à F1 com a mesma intensidade para sempre.

“O nível exigido pela F1, em termos de tempo e preparação, é enorme. Depois de tantos anos, você percebe que vai chegar a hora em que simplesmente não é mais possível”, comentou, em entrevista ao jornal espanhol AS.

“É um pouco como Carlos Sainz [o pai], quando ele decidiu deixar o WRC. Aquilo não significava que ele já havia escolhido o Dakar como seu futuro. Ele gosta de ralis, foi campeão mundial, mas é preciso treinar e viajar todos os dias, o tempo inteiro. Então, há um rali que é realizado uma vez por ano, é exótico e cheio de prestígio, e você tem a chance de correr por lá.”

“Não é o caso de fazer uma escolha consciente. Você gosta de competir e acha que aquilo é atrativo, porque você gosta de correr e tem a chance de combinar as duas coisas, fazer algo que é novo e que não teve a oportunidade de fazer durante seus anos de competição.”

“O WEC proporciona isso. Há menos corridas durante o ano. Você pode recuperar um pouco da sua vida, mas, ao mesmo tempo, continuar competindo”, completou.

Em 2018, Alonso, de 36 anos, terá um cronograma puxado pela frente. Além de já ter disputado as 24 Horas de Daytona, em janeiro, ele deverá participar de todas as provas da F1 e do WEC – o que contabiliza, no total, mais 26 corridas, sem contar sessões de testes e atividades promocionais.

Próxima WEC matéria
Rebellion define parceiros de Senna para temporada do WEC

Previous article

Rebellion define parceiros de Senna para temporada do WEC

Next article

Kubica testará com LMP1 da Manor em Aragón

Kubica testará com LMP1 da Manor em Aragón
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria WEC
Pilotos Fernando Alonso Shop Now
Tipo de matéria Últimas notícias