Chip Ganassi: "a Ford está de volta para vencer"

O MOTORSPORT.COM conversou com Chip Ganassi, um dos donos de equipe mais bem sucedidos do automobilismo mundial e que trabalha junto com a Ford no retorno ao mundial de endurance

Nesta semana a Ford finalmente anunciou os pilotos que farão parte da volta às competições do mundial de endurance, em evento que contou com a presença de uma das figuras mais importantes para o esporte: Chip Ganassi.

Falando exclusivamente ao MOTORSPORT.COM, o dono de equipe falou sobre suas expectativas para o ano de 2016. Confira:

 

Como é para a Ganassi se envolver com uma marca tão icônica como a Ford?

O grande ponto desta parceria é que há muita paixão envolvida por causa do que aconteceu há 50 anos. Com esse pano de fundo, temos um programa preenchido de paixão, tradição e história. A Ford está voltando ao WEC e IMSA cercada de muita paixão pelo automobilismo.

Há alguma pressão para este ano, já que marca os 50 anos da vitória da Ford em Le Mans?

É claro que há um pouco de pressão. Mas se não houvesse pressão, qualquer um poderia realizar este trabalho e, ao mesmo tempo, não haveria satisfação ao realizá-lo.

Você acredita que há uma competição em particular com os Corvettes?

Para mim, a Corvette é só mais um concorrente. Alguém da Ford pode te dar uma resposta diferente, mas para nós, eles são apenas mais uma equipe a bater.

Participar da IMSA e WEC ao mesmo tempo, há algum risco de não dar conta?

Temos pessoas de qualidade, tanto na Inglaterra, quanto nos Estados Unidos. Temos Mike Hull, Mike O'Gara e George [Howard-Chappell], então tenho fé em todos esse nomes e acredito que não teremos problemas.

Você tem um lineup muito experiente. Há alguma pretensão de se trazer pilotos mais jovens no futuro?

Você deve ver mais pilotos jovens nos próximos anos, mas sempre vamos querer que já tenham participado de Le Mans antes. Com um carro novo, temos muitas varáveis. Essa foi uma das mais fáceis, com pilotos que conhecem as pistas.

A primeira corrida será no fim deste mês em Daytona. Qualquer resultado, que não seja a vitória, será bem aceito?

Obviamente que fizemos um grande esforço e não estamos planejando chegar em segundo. Talvez tenhamos um cenário em que o segundo lugar poderia vir como consolo, mas não estamos pensando nisso agora. Como dono de equipe, em qualquer esporte em que você trabalha, você está lá por uma única razão: vencer!

Falando sobre Daytona, Lance Stroll parece ser uma escolha diferente, devido à pouca idade. Como você acha que ele vai se sair e há alguma possibilidade dele guiar para você no futuro?

Lance é o único que não possui nenhuma experiência em carros esportivos, mas com os outros três rapazes que ele vai dividir, Andy Priaulx, Alexander Wurz e Brendon Hartley, ele tem muita coisa a mostrar. Conheço Lance e seu pai há muitos anos e eu nunca diria nunca para uma colaboração sua no futuro. Temos um bom relacionamento com a Williams, já corremos com Juan Pablo Montoya e Alex Zanardi no passado, então, nunca se sabe.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias WEC , IMSA
Pilotos Lance Stroll
Equipes Ford Racing
Tipo de artigo Entrevista
Tags chip ganassi, ford