Com México, WEC terá nove etapas em 2016; Brasil segue fora

compartilhar
comentários
Com México, WEC terá nove etapas em 2016; Brasil segue fora
Charles Bradley
Por: Charles Bradley
Traduzido por: Gabriel Carvalho
20 de set de 2015 00:06

Calendário provisório para próxima temporada terá prova no circuito Hermanos Rodriguez; prova, no entanto, ainda carece de confirmação

Nigel Mansell, Williams
#1 Toyota Racing Toyota TS040 Hybrid: Sébastien Buemi, Anthony Davidson, Kazuki Nakajima and #18 Porsche Team Porsche 919 Hybrid: Romain Dumas, Neel Jani, Marc Lieb
#8 Audi Sport Team Joest Audi R18 e-tron quattro: Lucas di Grassi, Loic Duval, Oliver Jarvis
#7 Audi Sport Team Joest Audi R18 e-tron quattro: Marcel Fässler, Andre Lotterer, Benoit Tréluyer
Treinos livres para as 6 Horas do Circuito das Américas
Treinos livres para as 6 Horas do Circuito das Américas
#77 Dempsey Proton Competition Porsche 911 RSR: Patrick Dempsey, Patrick Long, Marco Seefried
KCMG team area
#97 Aston Martin Racing Aston Martin Vantage GTE: Darren Turner, Jonathan Adam

A organização do Mundial de Endurance divulgou, neste sábado (19), o calendário provisório para a temporada 2016. A grande novidade é a entrada do México, expandindo o campeonato para nove etapas.

O circuito Hermanos Rodriguez será novamente palco de uma prova de protótipos - em 1991, a pista recebeu a penúltima etapa do World Sportscar Championsip (Mundial de Marcas), prova vencida por Keke Rosberg e Yannick Dalmas a bordo de um Peugeot 908.

A prova mexicana, que ainda aparece como 'a confirmar', está agendada para o dia 4 de setembro, acontecendo entre as corridas de Nurburgring e a de Austin. “A oportunidade oferecida pela Cidade do México para levar o WEC de volta à América Latina apareceu na hora ideal", disse Gerard Neveu, chefe do WEC.

“A organização do WEC será responsável pelos custos de transporte dos competidores nesta viagem, então não haverá impacto significativo nos orçamentos das equipes. Trabalhamos junto aos times para reduzir o o tempo sem corridas após Le Mans. O novo calendário vai permitir que a ação continue a acontecer durante o verão (no hemisfério norte)", afirmou o dirigente. 

A ausência sentida é a da etapa brasileira. As 6 Horas de São Paulo integraram o calendário nas três primeiras edições do campeonato - 2012, 2013 e 2014. Neste ano, já havia sido anunciado que Interlagos não estaria no calendário devido à reforma pela qual passa o autódromo para receber o GP do Brasil de F1. Havia a expectativa de que Interlagos retornasse ao calendário, o que não aconteceu.

Confira o calendário provisório do WEC para 2016:

17 de abril: 6 Horas de Silverstone

07 de maio: 6 Horas de Spa-Francorchamps

18/19 de junho: 24 Horas de Le Mans

24 de julho :  6 Horas de Nurburgring

04 de setembro: 6 Horas da Cidade do México (a confirmar)

17 de setembro: 6 Horas do Circuito das Américas (Lone Star Le Mans)

16 de outubro: 6 Horas de Fuji

06 de novembro:  6 Horas de Xangai

19 de novembro:  6 Horas do Bahrein

Próxima WEC matéria
Gibson é eleita fornecedora de motores da LMP2 para 2017

Previous article

Gibson é eleita fornecedora de motores da LMP2 para 2017

Next article

Nissan abandona programa LMP1 no WEC

Nissan abandona programa LMP1 no WEC
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria WEC
Autor Charles Bradley
Tipo de matéria Últimas notícias