Com titulares indisponíveis, Wurz volta à Toyota em Prólogo

Três pilotos oficiais do time, incluindo Alonso, não poderão comparecer a teste em Paul Ricard, de modo que austríaco é convocado para retornar

Ex-piloto de F1, Alex Wurz retornará ao cockpit do Toyota na classe LMP1 no Prólogo oficial do WEC em Paul Ricard, no próximo mês.

O duas vezes vencedor das 24 Horas de Le Mans, que manteve um cargo de consultor e de embaixador com a Toyota desde sua aposentadoria, ao fim de 2015, foi convocado para o teste em Paul Ricard, em 6 e 6 de abril, porque três dos seis pilotos da equipe estarão sem disponibilidade.

O novo contratado do time, Fernando Alonso, estará competindo pela McLaren no GP do Bahrein, enquanto que Kazuki Nakajima e Kamui Kobayashi estarão correndo pela Lexus na abertura da temporada do Super GT japonês, em Okayama.

Stephane Sarrazin, que estava sob contrato com a Toyota para esta temporada, foi liberado para poder se juntar à SMP Racing, também na LMP1.

Será a primeira vez que Wurz guiará o LMP1 da Toyota desde o teste oficial pré-Le Mans, em 2016, quando ele era o reserva da fabricante japonesa para a corrida de 24 horas.

Um porta-voz da Toyota disse ao Motorsport.com: “Alex é um piloto experiente, que permaneceu em contato com a tecnologia e os desenvolvimentos na LMP1 por seu cargo como consultor.”

“Como parte de seu papel, ele comparece a todas as corridas e à maioria dos testes, participando de várias reuniões de engenharia. Então, ele está muito qualificado para voltar ao carro e fazer um trabalho forte para nós no prólogo.”

Wurz, de 44 anos, competiu na F1 por Benetton, McLaren e Renault entre 1997 e 2007. No teste de Paul Ricard, ele estará ao lado de Sebastien Buemi, Mike Conway e Jose Maria Lopez, além do piloto de testes, Anthony Davidson, a bordo do TS050 Hybrid. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias WEC
Pilotos Alexander Wurz
Equipes Toyota Racing
Tipo de artigo Últimas notícias