Ferrari negocia regulamento LMP1 para 2020/2021 do WEC

A Ferrari é uma das fabricantes que negociam um novo regulamento LMP1 para a temporada 2020/2021 do WEC.

A fabricante italiana, que compete na classe GTE Pro desde o renascimento do WEC, em 2012, revelou que se envolveu nas discussões que determinarão uma classe “GTP”, sem indicar se possui o interesse de participar.

Chefe da Ferrari GT, Antonello Coletta disse ao Motorsport.com: “Estamos na mesa com outras fabricantes, mas não podemos dizer se estamos interessados ou não.”

“Precisamos entender o que está acontecendo, mas s a nova categoria não for muito cara, muitas fabricantes poderiam estar interessadas.”

A Ferrari, que considerou uma entrada na LMP1 há cinco anos, faz parte de um grupo ativo de negociações, que acredita-se contar com cinco fabricantes. 

Toyota e McLaren já mostraram interesse nas propostas, e a Aston Martin também se juntou a elas no fim de semana.

A Ford também participa das negociações com seu novo chefe de automobilismo, Mark Rushbrook, enquanto que entende-se que a Porsche esteja presente como uma observadora. 

Um porta-voz da Ford disse que a empresa está “explorando todas as opções”, já que decidirá o que fazer depois do fim de seu atual compromisso com a classe GTE-Pro. Ela não descartou continuar na classe com o Ford GT. 

A intenção das fabricantes, do Automobile Club de l’Ouest e da FIA é anunciar as diretrizes gerais do futuro da classe LMP1 durante o fim de semana das 24 Horas de Le Mans. 

O desejo é manter o atual nível de performance, mas com um custo mais baixo, dando, ao mesmo tempo, a chance às fabricantes de dar uma cara de seus carros esportivos aos seus protótipos.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias WEC
Equipes AF Corse
Tipo de artigo Últimas notícias