Kubica: "limitações" não são obstáculo para ida ao WEC

Após testar carro da ByKolles no Bahrein, Robert Kubica está "confiante" de que as contusões que fizeram ele encerrar a carreira na Fórmula 1 não o impedirão de ter uma carreira no endurance

Após uma grave lesão na mão direita em decorrência de um acidente em uma prova de rali em 2011, Robert Kubica teve de abandonar a Fórmula 1. Desde então, o polonês ficou cinco anos fora de provas em circuitos fechados, focando no Mundial de Rali.

Em março, entretanto, Kubica retornou aos circuitos e participou das 12 Horas de Mugello. Recentemente, o polonês também disputou a etapa de Spa-Francorchamps do Renault Sport Trophy e as 6 Horas de Vallelunga.

O mais recente movimento de Kubica rumo às pistas fechadas foi a participação, no último domingo (20), no teste de novatos do Mundial de Endurance. O piloto, de 31 anos, andou com o CLM P1/01 da ByKolles e ficou satisfeito com o próprio desempenho, mostrando-se otimista quanto a um provável futuro nas corridas de longa duração.

"Estou bastante confiante de que posso pilotar por longos stints em corridas de Endurance", disse Kubica ao Motorsport.com. "Sinto-me confortável no carro e se consigo pilotar mesmo com minhas limitações, não tenho medo. Treinei bastante nos últimos seis meses e estou em boa forma física", afirmou, destacando que o WEC é, "sem dúvida", um caminho para a carreira. 

"A LMP1 é como um F1 com as rodas cobertas. Os carros de fábrica são muito mais velozes do que o da ByKolles, um nível completamente diferente. É um campeonato de alto nível", acrescentou.

Questionado se competiria no WEC em 2017, Kubica respondeu: "Sim, se eu gostar disso é possível", disse.

Por fim, Kubica destacou que a chamada em cima da hora para o teste no Bahrein fez com que o carro não estivesse totalmente adaptado a ele, mas insistiu em dizer que andar com o carro não foi algo extenuante fisicamente.

"Foi tudo em cima da hora, então não houve muito tempo para me preparar. Vim para sentir se seria capaz de pilotar o carro e como me sentiria. Com minhas limitações, não é todo carro que consigo pilotar. Não estava 100% ajustado para mim, mas não tive problemas físicos para pilotar. É mais sobre o espaço, precisaríamos fazer alguns ajustes no cockpit", completou.

Entrevista por Khodr Rawi

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias WEC
Pilotos Robert Kubica
Equipes Kolles Racing
Tipo de artigo Últimas notícias