Prost segue na Rebellion na temporada 2016 do WEC

Nicolas Prost segue para oitavo ano consecutivo com equipe e quinta temporada no Mundial de Endurance, segundo apurou o Motorsport.com

Nicolas Prost segue na Rebellion na temporada 2016 do Mundial de Endurance. O filho do tetracampeão mundial de Fórmula 1, Alain Prost, terá a mesma agenda de 2015, quando dividiu o tempo entre o WEC e a participação na Fórmula E com a eDams, equipe chefiada pelo pai.

Nicolas Prost vai, portanto, para o oitavo ano seguido com o time - quando estreou, na Barcelona Le Mans Series, em 2009, a equipe ainda se chamava Speedy Racing team Sebah.

"Sim, o plano é manter o mesmo programa do ano passado - F-E com a eDams e WEC com a Rebellion. Embora eu espere que estejamos mais próximos das equipes de fábrica na LMP1, não será uma tarefa fácil. A diferença é enorme e o regulamento dificulta ainda mais para que nos aproximemos deles", disse o francês ao Motorsport.com.

"A Rebellion é uma equipe fantástica, mas os times de fábrica possuem uma grande vantagem, especialmente pela tração integral. Se nos dessem mais potência, talvez não fôssemos capazes de utilizá-la. Quando você vê o progresso que eles têm feito, fica cada vez mais complicado chegar perto", afirmou.

Dois carros na temporada 2016 do WEC

O prazo final para inscrição na temporada 2016 do WEC - o que inclui, evidentemente, as 24 Horas de Le Mans - se encerrou ontem. O chefe da Rebellion, Bart Hayden, confirmou ao Motorsport.com que o time inscreveu dois carros para a temporada toda. O pacote da equipe segue sendo o chassi Rebellion R-One, com motor AER P60 V6 GDI biturbo.

"Teremos dois carros para a temporada toda do WEC e confirmaremos dois de nossos pilotos para 2016 na próxima semana. Seguiremos com os motores AER e, ao contrário de 2015, estaremos no Prólogo (teste oficial do WEC) em março", disse o dirigente.

Em 2015, a Rebellion foi campeã tanto entre os pilotos - com Prost e Mathias Beche - quanto entre as equipes privadas da LMP1. Mas a temporada teve momentos ruins, como a sucessão de problemas de confiabilidade, centrados nos motores AER.

"Nosso objetivo é aperfeiçoar nossa confiabilidade. A AER tem trabalhado duro para resolver os problemas que surgiram em 2015 e juntos faremos os avanços de que precisamos", concluiu Hayden.

Reportagem adicional por Jamie Klein

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias WEC
Pilotos Nicolas Prost
Equipes Rebellion Racing
Tipo de artigo Últimas notícias