WEC oficializa retorno a Interlagos para temporada 2019/2020

compartilhar
comentários
WEC oficializa retorno a Interlagos para temporada 2019/2020
Por: Gary Watkins
22 de mar de 2018 15:53

Em evento realizado em São Paulo, categoria e promotor garantem compromisso de longo prazo se iniciando com contrato de três anos

A promotora N/Duduch e a organização do Mundial de Endurance realizaram nesta quinta-feira (22) um evento em São Paulo para divulgar o retorno das 6 Horas de São Paulo ao calendário do WEC na temporada 2019-2020. Realizada entre 2012 e 2014, a prova encontrou empecilhos para a renovação de seu contrato após inúmeras dívidas acumuladas por Emerson Fittipaldi, o antigo promotor do evento.

Desta vez, o WEC chega ao país pelas mãos do empresário Nicholas Duduch, que teve seu primeiro contato profissional com o campeonato em 2014, quando organizou a festa de premiação do WEC um dia após as 6 Horas de São Paulo, que fechavam a temporada daquele ano.

Na coletiva de imprensa estiveram presentes Gerard Neveu (CEO do WEC), Bruno Senna (piloto do WEC e embaixador da prova) Nicholas Duduch, Waldner Bernardo (Presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo) e João Amaral (SPTuris).

“Estamos muito honrados de fazer parte de um novo projeto de tamanho impacto”, disse Duduch.

“Em parceria com o FIA WEC, queremos trazer uma experiência completa para os fãs do esporte a motor. A cultura do Endurance vai além da corrida em si, e o nosso desejo é fazer com que o público se acostume, entenda e viva o que de melhor o FIA WEC tem a oferecer.”

CEO do WEC, Gerard Neveu afirmou que a nova chegada da categoria ao Brasil é a realização de um sonho.

“Hoje, meu coração é brasileiro também”, falou.

“Nós saímos de São Paulo em 2014, mas foi uma grande frustração, porque iniciamos uma história com os brasileiros e não continuamos isso. Tínhamos que retornar para o Brasil, e especialmente para São Paulo.”

“Há alguns dias, os rumores de um retorno a São Paulo começaram, e eu estava em Sebring no último final de semana, e muitas pessoas do WEC que participaram desta corrida ficaram animados com o retorno do WEC.”

“Tínhamos que encontrar um novo promotor local para que pudéssemos ter a corrida, e agora é Nicholas Duduch. Ele foi a última pessoa com quem trabalhei aqui no Brasil. Em 2014, organizamos uma grande festa para celebrar a temporada na segunda-feira depois da prova. Queríamos uma agência para organizar este evento. Me apresentaram a ele e disseram que era a agência certa. Ele fez um trabalho muito bom conosco.”

Embaixador da prova e atual campeão da LMP2 no WEC, Bruno Senna também comemorou o retorno do mundial ao Brasil.

“Estou muito feliz de voltar para cá. O sabor da prova foi fantástico. Sempre que corri aqui na F1 e no WEC, foi bom. Todas as pessoas realmente gostariam de retornar. Muitos pilotos falaram comigo. Todo mundo gosta de Interlagos. Estou envolvido neste projeto desde o início. Desde a primeira reunião tivemos uma energia boa. Estou muito feliz que conseguimos fazer o negócio ir para frente e para o automobilismo brasileiro vai ser muito bom.”

Próxima WEC matéria
Possível venda de Interlagos não preocupa CEO do WEC

Previous article

Possível venda de Interlagos não preocupa CEO do WEC

Next article

Maldonado volta às corridas em supertemporada do WEC

Maldonado volta às corridas em supertemporada do WEC

Sobre esta matéria

Categoria WEC
Autor Gary Watkins
Tipo de matéria Últimas notícias