Max Biaggi é indiciado por evasão fiscal na Itália

Piloto italiano pode ter que pagar até 18 milhões de euros. Julgamento está marcado para setembro de 2016

Max Biaggi está no Qatar se preparando para o Campeonato Mundial de Superbike. Enquanto isso, no entanto, o piloto foi indiciado por um tribunal em Roma por evasão fiscal e poderá pagar até 18 milhões de euros. O julgamento está marcado para 15 de setembro de 2016.

O ex-piloto da MotoGP se defendeu com um comunicado à imprensa, explicando que na realidade a questão estava baseada em uma residência fictícia. Substancialmente a mesma acusação que havia sido feita para Loris Capirossi, que foi absolvido mais tarde.

"É uma história que se arrasta há muitos anos e estou surpreso que veio à tona agora. É sobre a minha residência em Monte Carlo, onde moro desde 1992 e onde os meus filhos nasceram. Não diz respeito a um problema de evasão fiscal, como erroneamente relatou a imprensa, mas refere-se apenas ao fato de que eu não ter pago todos os impostos para Equitalia."

"Quero esclarecer que este é um imposto a ser discutido, cuja sentença ainda está pendente", afirmou Max, que não vive boa fase, já que recentemente rompeu noivado de longa data com Eleonora Pedron.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias World Superbike
Pilotos Max Biaggi
Tipo de artigo Últimas notícias