Citroën deve decidir entre WTCC e WRC até fim do ano

compartilhar
comentários
Citroën deve decidir entre WTCC e WRC até fim do ano
Gabriel Carvalho
Por: Gabriel Carvalho
15 de jul de 2015 19:39

Fabricante francesa permanecerá em apenas uma das categorias a partir de 2017. Decisão deve ser anunciada até o fim deste ano, segundo dirigente da marca

Sébastien Loeb, Citroen C-Elysee WTCC, Citroen Total WTCC com Yves Matton
Vencedores Dani Sordo, Carlos del Barrio, Citroen DS3 WRC #3, Citroen Total Abu Dhabi World Rally Team
Sébastien Loeb, Citroën C-Elysee WTCC, Citroën Total WTCC
Sébastien Loeb, Citroën C-Elysée WTCC, Citroën World Touring Car team
Sébastien Loeb, Citroën C-Elysée WTCC, Citroën World Touring Car team

Próxima de conquistar pela segunda vez consecutiva tanto o campeonato de pilotos quanto o de construtores do WTCC e tendo perdido para a Volkswagen o domínio que exercia no WRC, a Citroën permanecerá em apenas uma das categorias a partir da temporada 2017. A decisão é motivada por uma reestruturação no grupo PSA Peugeot-Citroën, que controla as duas marcas.

O chefe de competições da Citroën, Yves Matton, falou sobre o tema. “Dentro de aproximadamente um ano, todas as atividades esportivas seguirão as mesmas premissas. A ideia e tê-las no mesmo lugar e com o máximo de eficiência possível. Mas cada marca manterá o próprio programa. Como (a diretora da Citroën) Linda Jackson disse em Goodwood, cada marca terá apenas um programa oficial. Para 2017, a Citroën decidirá entre o WTCC ou o WRC”, afirmou.

Em seguida, Matton citou algumas das razões que influenciarão na decisão pela permanência ou nos carros de turismo ou no rali. “Número de eventos, existência de uma etapa na China, algo nessa linha. Espero que tenhamos as respostas de todas as nossas dúvidas de momento e que possamos tomar uma decisão antes do final deste ano”, observou.

Para encerrar, o dirigente foi mais específico sobre o campeonato de carros de turismo, dizendo que eventuais mudanças mais significativas podem influenciar bastante na decisão dos franceses.

“Sabemos que há muita coisa acontecendo no WTCC no sentido de introduzir novas ideias no campeonato. Nós só precisamos ter certeza de que o plano de negócios estará o mais próximo possível do plano que tínhamos quando entramos neste certame. Se o cenário mudar bastante, nosso modo de encarar as coisas também muda. Mas há muito a se considerar (antes de tomar a decisão)”, encerrou.

Próxima WTCC matéria
Com López na primeira e Qing Hua na segunda, Citroën domina em Portugal

Previous article

Com López na primeira e Qing Hua na segunda, Citroën domina em Portugal

Next article

Citroen corta programa do WTCC em 2017 e deixa Loeb a pé

Citroen corta programa do WTCC em 2017 e deixa Loeb a pé
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria WTCC
Pilotos Sébastien Loeb , Sébastien Ogier
Autor Gabriel Carvalho
Tipo de matéria Últimas notícias