Di Resta se diz aberto a ficar no DTM mesmo sem Mercedes

compartilhar
comentários
Di Resta se diz aberto a ficar no DTM mesmo sem Mercedes
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
24 de jul de 2018 21:41

Ex-piloto de F1 se vê competindo em equipe rival a partir da próxima temporada

Paul Di Resta, Mercedes-AMG Team HWA, Mercedes-AMG C63 DTM
Podium: second place Paul Di Resta, Mercedes-AMG Team HWA
Paul Di Resta, Mercedes-AMG Team HWA, Mercedes-AMG C63 DTM
Paul Di Resta, Mercedes-AMG Team HWA
Paul Di Resta, Mercedes-AMG Team HWA, Mercedes-AMG C63 DTM
Paul Di Resta, Mercedes-AMG Team HWA, Mercedes-AMG C63 DTM
Podium: second place Paul Di Resta, Mercedes-AMG Team HWA and Pierre Kaffer
#32 United Autosports Ligier LMP2, P: Phil Hanson, Bruno Senna, Paul Di Resta
#32 United Autosports Ligier LMP2, P: Paul Di Resta
#32 United Autosports Ligier LMP2, P: Phil Hanson, Bruno Senna, Paul Di Resta

Paul di Resta está desfrutando de sua temporada mais forte desde que retornou ao DTM, vindo da Fórmula 1, e está em segundo na pontuação, atrás do companheiro de equipe, Gary Paffett, após cinco etapas.

A decisão da Mercedes de sair do campeonato após este ano forçou di Resta a considerar suas opções futuras. O piloto de 32 anos se interessou pela Fórmula E, bem como por corridas de carros esportivos neste ano.

A HWA, que opera a equipe Mercedes no DTM, vai se juntar à F-E na próxima temporada, antes da entrada completa da montadora alemã, e di Resta diz que está em discussões sobre fazer parte desse projeto.

No entanto, ele também diz que permanecer no DTM com a Audi ou BMW é uma opção igualmente viável.

"As pessoas me dizem: 'este é seu último ano no DTM' - e eu digo, 'não é, é o da Mercedes'", disse di Resta ao Motorsport.com. "Você tem que pensar em seu sustento.”

"Estou interessado no projeto da Fórmula E, estamos falando sobre isso, como todos os pilotos da Mercedes provavelmente estão, mas garantir que você esteja competindo com algo é uma grande coisa para mim.”

"Eu faço parte dessa família há muito tempo, mas ainda há muita vida em mim para fazer novos relacionamentos e acho que a Mercedes também está muito aberta a isso."

Questionado se sua atual forma o tornaria um dos principais alvos da Audi e da BMW se eles expandissem seus programas para compensar a saída da Mercedes, ele respondeu: "Eu acho que sim.”

"Todos eles tinham oito carros há não muito tempo. Mas a grande coisa é que haverá novas regras e um novo motor, e os custos envolvidos nisso.”

"Eu acho que eles estão se segurando [se comprometendo a colocar mais carros em campo] para garantir que eles entrem nisso com as melhores intenções e garantindo um futuro a longo prazo."

Di Resta combinou seus compromissos do DTM com três participações para a United Autosports LMP2 neste ano no WeatherTech SportsCar Championship, correndo nas 24 Horas de Daytona, 12 Horas de Sebring e as 6 Horas de Watkins Glen.

Ele também participou das 24 Horas de Le Mans com a equipe anglo-americana, mas bateu nas Curvas da Porsche enquanto estava na disputa por um pódio.

O escocês disse que estaria aberto a fazer mais corridas de longa duração na próxima temporada se encaixar em seu principal programa de 2019.

"Eu realmente gostei de fazer estas corridas neste ano", disse ele. "Eu fiz três das maiores que você pode fazer, e eu simplesmente adorei.”

"Eu não tinha certeza sobre compartilhar um carro com alguém, mas ter companheiros de equipe para dividir o fim de semana foi uma grande coisa, e é por isso que foi uma grande decepção depois que tive esse problema em Le Mans."

Próxima DTM matéria
Aston Martin estuda entrar no DTM em 2020

Previous article

Aston Martin estuda entrar no DTM em 2020

Next article

Coulthard critica divulgação do DTM fora da Alemanha

Coulthard critica divulgação do DTM fora da Alemanha
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria DTM
Pilotos Paul di Resta
Equipes HWA AG
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Últimas notícias