"Acreditava que chegaria ao pódio", garante Sebastian Vettel

Após largar dos boxes e chegar em terceiro, alemão celebra corrida de "ataque total" e ganha moral na luta pelo tri

Sebastian Vettel largou dos boxes após uma punição na classificação, mas tinha um plano traçado para chegar no pódio. E o cumpriu ao chegar em terceiro no GP de Abu Dhabi. O líder do campeonato, que acabou perdendo apenas três pontos em relação a Fernando Alonso, chegou a duvidar de que seria possível após as acidentadas primeiras 10 voltas.

“Não precisa ser um gênio para ver que foi uma boa corrida para nós hoje. Obviamente, era uma grande chance para Fernando e para a Ferrari, mas não permitimos isso. Curti mais do que qualquer coisa”, afirmou o piloto da Red Bull, ouvido pelo TotalRace. “É difícil saber o que esperar quando se larga do box, mas estávamos muito confiantes de que poderíamos ter uma boa corrida. Infelizmente ou felizmente, tivemos a chance de acertar o carro para a corrida e daí tivemos um bom ritmo de corrida e pudemos nos recuperar.”

Primeiro, o alemão quebrou parte da asa dianteira com um toque com Bruno Senna. Algumas voltas depois, quase encheu a traseira de Daniel Ricciardo durante o Safety Car e acabou batendo na placa que indica a zona de uso da DRS. Fez uma parada, livrou-se do bico afetado, e mudou a história de sua corrida.

“Acreditava, honestamente [que chegaria no pódio]. É verdade que, depois das primeiras voltas, parecia que nosso objetivo estava escapando, pois, ao tentar passar o mais rápido possível os carros mais lentos, acabei danificando minha asa dianteira. Depois, durante o primeiro Safety Car, Daniel Ricciardo praticamente estacionou e poderia ter sido muito pior. Após isso, fui para cima.”

O alemão revelou que só fez sua primeira parada porque tinha danificado novamente a asa dianteira ao bater na placa. “Talvez tenha faltado sorte, talvez não estivesse prestando muita atenção, mas Daniel estava freando do nada, enquanto eu estava aquecendo os pneus e me surpreendi. Acabei batendo na placa, terminei de estragar a asa e tive de parar no pior momento possível e tivemos de fazer tudo de novo.”

O alemão destacou a dificuldade em ultrapassar Jenson Button, com quem lutou nas voltas finais pelo terceiro posto.

“Claro que o Safety Car ajudou, mas no final foi uma grande luta com Button. A batalha foi mais difícil do que esperava, pois tinha pneus mais novos e havia tido mais facilidade para passar os carros mais lentos no início da prova. Mas consegui me espremer para encontrar um espaço e passá-lo.”

O resultado dá moral ao alemão na luta pelo tricampeonato. Com 10 pontos de vantagem para Fernando Alonso no topo da tabela e 50 em jogo, o piloto da Red Bull confia no rendimento de seu carro.

“Faltam duas corridas e vimos depois da classificação que tudo pode acontecer. Certamente a corrida seria diferente se tivesse largado em terceiro. Poderíamos ter estragado tudo, mas demos o máximo e o resultado veio. O carro é muito rápido e temos o momento a nosso favor”.

A corrida do companheiro de Vettel, Mark Webber, não poderia ter sido mais diferente. Largando em segundo, o australiano perdeu terreno na primeira volta e depois teve dificuldades para passar os adversários. No meio do pelotão, acabou atingido por Grosjean e abandonou.

“Nada funcionou para nós hoje. Acho que éramos fortes, mas não conseguimos andar com ar livre e tivemos dificuldade com o tráfego; vimos vários incidentes com o pessoal tentando passar. Naquele que acabou com minha corrida, tentei ir por dentro quando os carros da frente estavam se tocando, achei que seria uma oportunidade, mas daí Grosjean bateu no meu carro e acabou com minha corrida. Nada que tentamos funcionou hoje.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento Abu Dhabi GP
Pilotos Mark Webber , Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias