Alonso coloca pressão nas McLaren e diz que elas são as favoritas

Espanhol da Ferrari revela que irá seguir Vettel para não deixar o alemão se aproximar na tabela de classificação

Alonso irá seguir Vettel

O líder do campeonato 2012 da Fórmula 1, Fernando Alonso, está estudando seus adversários para o Grande Prêmio da Itália, encontro da categoria neste fim de semana em Monza. O asturiano disse que irá seguir de perto Sebastian Vettel para não deixar o segundo colocado na tabela se aproximar nos pontos.

Alonso não se considera favorito à pole, e indica a McLaren com a equipe a ser batida na casa dos tifosi.

"Passei muitos anos da minha vida com o melhor carro e sabendo que tinha que fazer as poles e não perderia as oportunidades. Mas não me recordo que alguma vez que fui para Barcelona, Valência ou Monza com a clara impressão que faria a pole", afirmou, citando suas provas caseiras e da Ferrari. "Meus adversários são fortes, e aqui não será diferente. A McLaren andou muito rápido nos três últimos GPs e é a favorita novamente. Agora é tentar fazer o melhor possível e focar em Vettel - antes estávamos em Webber, mas agora ele (Sebastian) está em segundo e temos que tentar chegar à  frente dele", disse Fernando Alonso, líder com 164 pontos e 24 de vantagem para o alemão, ao TotalRace.

Para evitar que o piloto da Red Bull se aproxime, a tática de Alonso será adotar uma estratégia parecida do alemão, mas mesmo o piloto da Ferrari reconhece que é difícil focar em todos os rivais ao mesmo tempo.

"Com um campeonato tão apertado e com cinco, seis pilotos na luta pela vitória, não tem como brigar contra todos. Se um deles entra para os pits, sempre ficamos na dúvida se vamos atrás ou não e fazemos a mesma estratégia. Em algumas corridas fomos atrás do segundo colocado, independente de quem era", revelou.

Fernando ainda relembrou sua vitória em Monza em 2010, quando fazia sua estreia no circuito como piloto da Ferrari.

"Em 2010 foi especial. Todos querem ganhar, mas ganhar em casa, com essa cerimônia do pódio muito especial e com toda a invasão de pista... foi espetacular. Voltar aqui é sempre especial. É uma corrida única pelas velocidades que alcançamos e pela paixão dos tifosi. E correr pela Ferrari é único, quero devolver o carinho que os fãs têm comigo", disse Alonso.

Seu companheiro de equipe, o brasileiro Felipe Massa, compartilha do mesmo sentimento:

"Correr em casa tem sempre um extra, um gás a mais pelo lado do piloto e pelo lado da equipe. Tomara que a gente tenha um bom carro, mas a vontade de correr aqui é ainda maior", disse o brasileiro, quinto colocado no último GP.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Fernando Alonso , Felipe Massa
Tipo de artigo Últimas notícias