Alonso diz querer explorar além do “mundo pequeno” da F1

Piloto espanhol se diz feliz com entrada nas 24 Horas de Daytona: “meus planos para o esporte a motor são maiores do que todos pensam”

Com a confirmação de sua participação nas 24 Horas de Daytona no início do ano que vem, Fernando Alonso mais uma vez ressaltou que pretende ter uma abordagem o mais livre possível no automobilismo em sua carreira.

O bicampeão mundial ainda tem interesse em crescer como piloto.

"Eu quero ser o melhor piloto do mundo", disse ele. "E para fazer isso, você precisa competir em campeonatos diferentes, você precisa ganhar em carros diferentes, e às vezes você precisa sair deste mundo pequeno da F1.”

"Isso é menor do que o automobilismo, o automobilismo é mais do que a F1. Meus planos para o esporte motor são muito maiores do que todos pensam. Nós veremos."

"Estive tentando isso há oito ou nove anos, e não consegui com nenhum dos chefes que eu tinha antes.”

"Agora, acho que o Zak entendeu que o automobilismo é maior do que o que pensamos. Algumas das experiências que tivemos na Indy 500 – um pouco do valor que a McLaren ganhou nos EUA veio graças a essa abordagem – fizeram ser uma situação em que todos ganham. Estou feliz com essa abordagem."

Alonso espera estar totalmente preparado antes do fim de semana da corrida de Daytona, graças em parte ao teste "Roar Befor the 24", que acontece no circuito três semanas antes da corrida.

"Há o teste no início de janeiro com todos os carros na pista. Provavelmente vou aprender o circuito lá. Vou aprender a lidar com o tráfego, os procedimentos de pit stop, mudança de pilotos e todas essas coisas. É assim que é.”

"Vai ser a mesma preparação para alguns dos meus colegas de equipe, como Lando (Norris) e Paul di Resta. Estão todos na mesma situação, então vamos tentar ajudar uns aos outros. Tudo o que aprendermos, vamos tentar passar para o outro piloto."

Ele minimizou a sugestão de que o chefe da McLaren, Zak Brown, quer que ele seja o mentor de Norris da mesma forma que Alex Wurz assumiu este papel com Lance Stroll em Daytona em 2016.

"Esse não é o principal motivo", disse Alonso. "Eu acho que Lando tem o talento e tem tudo para ter sucesso no futuro. Eu acho que agora é só uma experiência, mas talvez seja útil para o futuro.”

"Sempre que eu puder ajudar Lando – não em Daytona especificamente, mas na F1 ou no simulador ou em qualquer trabalho que ele esteja fazendo – acho ótimo para ambos.

"É ótimo para o presente e ótimo para o futuro, porque a McLaren terá um piloto muito forte em breve."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1 , IMSA
Pilotos Fernando Alonso
Equipes United Autosports
Tipo de artigo Últimas notícias