Alonso: McLaren já alcançou Renault e Haas

compartilhar
comentários
Alonso: McLaren já alcançou Renault e Haas
Por: Matt Beer
17 de mai de 2018 11:26

Fernando Alonso acredita que a McLaren já está em pé de igualdade com Haas e Renault, mesmo tendo ficado atrás de ambas no GP da Espanha.

Charles Leclerc, Sauber C37, Fernando Alonso, McLaren MCL33
Fernando Alonso, McLaren MCL33, Esteban Ocon, Force India VJM11
Fernando Alonso, McLaren MCL33, Esteban Ocon, Force India VJM11
Fernando Alonso, McLaren MCL33
Fernando Alonso, McLaren MCL33
Fernando Alonso, McLaren MCL33, Esteban Ocon, Force India VJM11
Fernando Alonso, McLaren MCL33
Fernando Alonso, McLaren, on the grid
Fernando Alonso, McLaren MCL33

A McLaren introduziu grandes novidades em Barcelona e chegou ao Q3 pela primeira vez no ano, com Alonso, que largou entre Kevin Magnussen, da Haas, e Carlos Sainz, da Renault, em oitavo.

Contudo, Alonso terminou 40s atrás de Magnussen, o sexto, fechando a corrida na mesma posição em que se classificou.

Apesar disso, o bicampeão da F1 acredita que a McLaren já alcançou as equipes tidas como “melhores do resto”, atrás de Mercedes, Ferrari e Red Bull.

“Sabíamos que as novidades nos colocariam em uma posição melhor no pelotão intermediário”, disse Alonso.

“Demos um bom passo. Estávamos 0s8 atrás da Renault em Baku, 0s9 atrás na China, mas, na Espanha, estávamos no mesmo ritmo em classificação e na corrida.”

“Acho que alcançamos a Renault e provavelmente a Haas também, mas as três equipes de ponta ainda desenvolvem seus carros com a mesma taxa que nós, e, infelizmente, mantivemos a diferença.”

Alonso foi o único piloto do Q3 que teve de usar os supermacios para sobreviver ao Q2 em Barcelona, apesar de que, na fase final, ficou 0s045 atrás de Magnussen. 

Um toque com Sainz e a necessidade de evitar o choque desencadeado por Romain Grosjean fez com que Alonso caísse para 11º na volta de abertura, e sua corrida foi comprometida por um longo período atrás de Charles Leclerc, da Sauber.

“Fiquei atrás de Leclerc por metade da corrida e foi definitivamente difícil”, disse Alonso. “Ainda nos falta velocidade de reta para ultrapassar.”

“É algo em que estamos trabalhando. Sabemos de nossas fraquezas no carro e espero que podemos encontrar soluções em breve.”

Ele se disse “realmente feliz” com o oitavo lugar na prova, levando em conta o atraso no começo. 

“Obviamente, tínhamos um plano: largando com supermacios, sabíamos que tínhamos de ultrapassar pessoas nas primeiras voltas para, então, parar cedo.”

“Infelizmente, acabou que perdemos posições nas primeiras curvas por causa dos incidentes, então, em um momento, pensei que pontos eram impossíveis.”

“Mas fizemos uma boa corrida, uma boa estratégia com apenas uma parada, e já são cinco corridas seguidas nos pontos.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Honda estabelece fatores cruciais nas conversas com Red Bull

Previous article

Honda estabelece fatores cruciais nas conversas com Red Bull

Next article

Barcelona se defende de críticas após hino catalão na F1

Barcelona se defende de críticas após hino catalão na F1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Fernando Alonso Shop Now
Equipes McLaren Shop Now
Autor Matt Beer
Tipo de matéria Últimas notícias