Alonso: muito cedo para falar sobre progresso da McLaren

Para bicampeão, ainda é prematuro quantificar o progresso feito pela equipe britânica entre 2015 e 2016; além disso, espanhol garantiu permanência na categoria nos próximos dois anos

Ainda dando os primeiros passos com o MP4-31, Fernando Alonso diz que é cedo para avaliar o progresso feito pela McLaren para a temporada 2016 da Fórmula 1.

Com um desempenho bem abaixo da média na temporada passada, não seria tão difícil avançar, mas Alonso destaca que o déficit em relação às principais equipes era enorme em 2015, então um grande salto é necessário.

"Que nós avançamos é fato, pois o ponto de partida é o déficit que tínhamos em relação às equipes da frente era muito grande. Melhoramos em todos os aspectos. Na aerodinâmica, há partes bastante inovadoras - pelo menos para nós", disse.

"Precisamos de algum tempo para que o projeto e nosso pacote amadureçam - o mesmo pode ser dito sobre a unidade de potência. 2015 foi um ano difícil, mas aprendemos muito. Agora, com um design novo e uma nova filosofia de motores, precisamos de tempo para entender tudo e explorar o potencial", afirmou o espanhol, que completou 119 voltas e ficou com o nono tempo nesta terça-feira (23) de testes em Barcelona.

Cedo para prognósticos

Alonso preferiu não fazer previsões sobre o desempenho da McLaren em 2016, alegando que ainda é cedo para avaliar o quanto o time de Woking evoluiu em relação aos adversários.

"Honestamente eu não sei. Não há uma bola de crista na F1, que diga como será a temporada após um dia ou duas semanas de testes. Precisamos esperar até Melbourne, quando estaremos todos nas mesmas condições, para ver a relação de forças e mais duas ou três corridas para aí então dizer como será nossa temporada.

"O que posso dizer é que, aqui, na fábrica durante a semana passada ou no avião a caminho da austrália a motivação é enorme. Não estou aqui apenas para viajar ao redor do planeta e me divertir aos domingos. Estou aqui para vencer, assim como todos os pilotos do grid.

Negando saída da categoria

Por fim, Alonso brincou com os boatos de que ele poderia deixar a McLaren durante a temporada caso o desempenho do MP4-31 apresentasse um desempenho semelhante ao antecessor, dizendo que oas férias da categoria geraram "uma tendência perigosa de criatividade nas notícias".

Questionado se ele permaneceria na categoria em qualquer situação, o espanhol foi direto. "Sem dúvida, nesta e na próxima."

Alonso não quis comentar sobre as mudanças no alto escalão da Honda, dizendo que apenas ficou sabendo da troca no comando da fabricante japonesa.

 

Voltas por equipe - 22 e 23 de fevereiro
Voltas por equipe - 22 e 23 de fevereiro

Photo by: Camille De Bastiani - CdeB DESIGN

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento Teste de fevereiro em Barcelona
Pista Circuit de Barcelona-Catalunya
Pilotos Fernando Alonso
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias