Bottas admite que “pensar demais” prejudicou desempenho

compartilhar
comentários
Bottas admite que “pensar demais” prejudicou desempenho
Por: Ben Anderson
Co-autor: Matt Beer
31 de jan de 2018 08:46

Finlandês diz que começou a guiar de forma anormal em sua primeira temporada com a Mercedes

Podium: Race winner Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1, second place Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08
Race winner Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 in the Press Conference
Podium: Race winner Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1
Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08
Valtteri Bottas, Mercedes-Benz F1 W08

Enquanto Lewis Hamilton assumiu o controle da batalha pelo campeonato com quatro vitórias em cinco provas após as férias de verão do ano passado, Valtteri Bottas começou a ter dificuldades.

Ele ainda conseguiu a pole position no Brasil e venceu em Abu Dhabi, mas admite que seu baixo desempenho também era mental.

"Depois de lutar muito em algumas corridas, não foi fácil mentalmente porque fiquei bastante confuso no início", disse Bottas ao Motorsport.com.

"Com certeza, você também começa a duvidar do que você está fazendo. Então, também, quando você precisa mudar algumas coisas com seu estilo de condução e precisar se adaptar a muitas coisas diferentes, de repente você percebe que não é tão simples.”

"Então você facilmente pensa demais e faz da sua condução menos natural. Mas agora se houver dificuldades semelhantes às de 2018, estarei preparado para isso.”

"Aprendi muito com essas corridas difíceis, então acho que sou muito melhor piloto, por exemplo, em Spa, na Malásia ou no Japão."

Embora a F1 tenha sofrido uma grande mudança nos regulamentos aerodinâmicos de 2017, Bottas acredita que as características fundamentais da Mercedes permaneceram consistentes com os carros que Hamilton conduziu nas quatro temporadas anteriores.

Mas, depois de ter mudado da Williams para substituir Nico Rosberg, Bottas disse que o déficit da experiência na Mercedes se tornou muito aparente quando teve dificuldades.

"O que ele [Hamilton] tem feito melhor do que eu, acho que vem principalmente da experiência", disse Bottas, que ressaltou que existem "diferenças definidas" entre seus estilos de condução.

"Acho que, finalmente, mecanicamente o carro realmente não mudou muito nos últimos anos, em termos de como ele se comporta, e foi muito diferente de como o carro da Williams se comportou.”
"Então, tive muitas coisas para aprender, e fiquei tentando fazer as coisas o tempo todo."

Ele acredita que ele será "um piloto muito mais completo e muito mais rápido" em 2018 do que em 2017, agora que está familiarizado com a Mercedes.

Bottas acrescentou que, embora a familiaridade e o ritmo natural de Hamilton fossem fatores importantes entre eles em 2017, a ética de trabalho do atual campeão merecia elogios.

"Eu sempre soube que ele é realmente talentoso, e ele é rápido em todas as circunstâncias sempre. Ele simplesmente entra no carro e é muito rápido", disse Bottas sobre Hamilton.

"Mas isso também vem do trabalho árduo, ele trabalha muito com a equipe."

Next article
Alonso tem cronograma puxado em 2018; veja

Previous article

Alonso tem cronograma puxado em 2018; veja

Next article

Stroll descarta competir em Le Mans: “Foco é a F1”

Stroll descarta competir em Le Mans: “Foco é a F1”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Valtteri Bottas Shop Now
Equipes Mercedes Shop Now
Autor Ben Anderson
Tipo de matéria Últimas notícias