Clientes da Ferrari trocam motores pela 1ª vez em Mônaco

compartilhar
comentários
Clientes da Ferrari trocam motores pela 1ª vez em Mônaco
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
Co-autor: Stuart Codling
Traduzido por: Daniel Betting
25 de mai de 2018 09:51

As duas equipes que recebem propulsores da marca italiana introduzirão seus primeiros novos componentes da temporada durante o GP de Mônaco

Marcus Ericsson, Sauber C37
Kevin Magnussen, Haas F1 Team, makes a pit stop
Marcus Ericsson, Sauber C37, leads Charles Leclerc, Sauber C37
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18
Marcus Ericsson, Sauber C37
Kevin Magnussen, Haas F1 Team, in cockpit, is attended to by mechanics in the team's garage
Charles Leclerc, Sauber C37
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18

Mônaco - Sauber e Haas informaram à FIA que usarão a segunda unidade 2018 de seus motores de combustão interna, turbo e MGU-H em Monte Carlo. Cada competidor pode usar três unidades antes de incorrer em penalidades.

Isto implica que Haas e Sauber empregarão uma mudança sem penalidade sem conseguir uma grande melhoria de rendimento, porque a Ferrari não deve introduzir sua segunda especificação 2018 do motor até o GP do Canadá.

O chefe da equipe Haas, Gunther Steiner disse que a equipe queria levar os novos componentes para a pista para validá-los antes da corrida do Canadá, que é mais sensível ao motor.

Embora isso implique que a primeira mudança tenha sido feita após apenas cinco das 21 corridas, o segundo e terceiro conjuntos de componentes podem durar mais que o primeiro.

Isso ocorre porque os componentes do motor com os quais uma equipe começa a temporada devem ser usados em cada treino livre, classificação e corrida, enquanto podem ser distribuídos entre os quilômetros de cada fim de semana quando se introduzem as unidades seguintes.

"É um ciclo que está planejado. Neste fim de semana, nós mantemos a unidade de potência para todos os dias e então, no Canadá, vamos colocar a unidade 1 nos treinos livres e vamos usar a de corrida apenas aos sábados. É um ciclo para fazer sobreviver aos três motores durante o ano."

Se a Ferrari trouxer sua segunda especificação para Montreal, é provável que apenas Sebastian Vettel a use.

Raikkonen precisou trocar a unidade no GP da Espanha, o que implica que já está usando o segundo motor de combustão interna, turbo e MGU-H, mas é a mesma especificação com a qual começou o ano.

Não se sabe quando Raikkonen, pilotos da Sauber ou Haas usarão a segunda especificação de Maranello.

Confira o guia do circuito de Mônaco

 

Next article
FIA e F1 pedem a Pirelli para simplificar nomes de pneus

Previous article

FIA e F1 pedem a Pirelli para simplificar nomes de pneus

Next article

Vettel: reputação de Leclerc é “absolutamente justificada”

Vettel: reputação de Leclerc é “absolutamente justificada”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP de Mônaco
Localização Monte Carlo circuito de rua
Equipes Sauber , Haas F1 Team
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias