“É uma das piores sextas-feiras de que me lembro”, diz Wolff

compartilhar
comentários
“É uma das piores sextas-feiras de que me lembro”, diz Wolff
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
Traduzido por: Daniel Betting
29 de set de 2017 11:00

Chefe da Mercedes disse que a pobre exibição de sexta-feira na Malásia é uma questão fundamental e que precisa entender para corrigir

Toto Wolff, Executive Director Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes-Benz F1 W08
Valtteri Bottas, Mercedes-Benz F1 W08
The nose and front wing detail of Lewis Hamilton, Mercedes-Benz F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes-Benz F1 W08 runs wide into the gravel

As Flechas de Prata não tiveram um bom ritmo tanto no TL1 com clima úmido como no TL2 seco, não colocando mais do que sexto em qualquer sessão.

"O tempo de volta é realidade, o cronômetro sempre diz a verdade e o tempo mostrou que não somos rápidos o suficiente", disse Wolff na conclusão da ação da pista. "É certamente uma das piores sextas-feiras que posso lembrar".

"Nos esforçamos desde o início desta manhã - no molhado, no seco, com todos os pneus. Temos de descobrir durante a noite o que é”, disse ao Sky F1.

"No momento em que o carro está desequilibrado e você desliza por todo o lado, os dianteiros e os traseiros, você os superaquece e então nada mais acontece."

A equipe alemã lutou pelo ritmo de grid parte do fim de semana da corrida anterior em Cingapura, mas o layout do circuito do GP da Malásia, Sepang, deveria jogar para os pontos fortes do W08.

"Você pode comparar Malásia um pouco com Silverstone, onde somos muito bons", disse Wolff. "Nós fomos muito bons nas curvas de alta velocidade lá, mas aqui não somos nada bons na alta velocidade aqui”.

"Há um problema fundamental no carro que precisamos descobrir. Eles são muito complexos, então pode ser um minúsculo detalhe que apenas desestabiliza o carro".

Wolff disse também: "Parece que estamos nos apresentando excepcionalmente bem em algumas pistas, Monza foi uma delas onde estávamos um segundo por volta e Silverstone o mesmo. E então, em outros onde temos esses momentos em que está nos faltando o entendimento do por que não estamos rendendo".

Fazendo eco dos sentimentos do chefe de sua equipe, o líder do campeonato, Lewis Hamilton, descreveu sua sexta-feira em Sepang como "um dia muito difícil".

"Eu lutei com o carro hoje, então nós temos que rever e tentar entender onde erramos com o equilíbrio", disse ele.

"Esperamos que possamos encontrar os rumos durante a noite e reagrupar para amanhã".

Valtteri Bottas, que terminou ambas as sessões logo atrás de seu colega de equipe na classificação, acrescentou: "Definitivamente falta algum desempenho, parece que Ferrari e Red Bull são muito fortes. Então, temos algum trabalho a fazer se quisermos estar na primeira fila amanhã. O equilíbrio do carro não se sentiu muito mal; é apenas uma questão de aperto geral. A área-chave que precisamos nos concentrar nesta noite será tirar o máximo dos pneus em uma volta".

Próxima Fórmula 1 matéria
Ritmo de Vettel em Sepang surpreende Ricciardo

Previous article

Ritmo de Vettel em Sepang surpreende Ricciardo

Next article

China confirma novo acordo de três anos com a F1

China confirma novo acordo de três anos com a F1
Load comments