Em Spa, Di Grassi lembra de Senna: “Comecei a correr por causa dele”

compartilhar
comentários
Em Spa, Di Grassi lembra de Senna: “Comecei a correr por causa dele”
2 de mai de 2014 17:00

Piloto da Audi no Mundial de Endurance exalta heroi de infância e afirma que Ayrton é o maior ídolo do esporte brasileiro

Um dia após as homenagens do 1º de maio ao tricampeão mundial de Fórmula 1 Ayrton Senna, Lucas Di Grassi lembrou do ídolo enquanto se preparava para correr as 6 Horas de Spa-Francorchamps neste final de semana.

“Eu comecei a correr de carro por causa do Ayrton. Essa emoção, essa comoção, foi muito impressionante para mim quando criança”, falou o brasileiro da Audi.

[publicidade] “Foi um dos motivos pelos quais resolvi ser piloto, e para mim é uma data especial. Não o conheci pessoalmente, assisti algumas corridas, mas ainda era muito novo. Ele é uma lenda. É o maior ídolo do Brasil no esporte, e motivou uma geração inteira. Então, é muito especial. Prestei minha homenagem como pude nas mídias sociais, mas acho que é muito especial estar homenageando uma pessoa como o Ayrton nessa data.”

WEC

Neste fim de semana, Lucas di Grassi competiu pelo WEC nas 6hrs de Spa-Francorchamps, ao lado de Tom Kristensen e Loïc Duval. O trio levou o carro #1 da Audi ao segundo lugar, atrás da rival Toyota. O brasileiro espera melhor sorte agora na 82ª edição da história 24hrs de Le Mans, em junho.

“Le Mans é uma prova bem diferente, são 24 horas. A confiabilidade é muito importante. Acho que temos um carro bastante confiável. Em termos de performance, só quando formos lá mesmo para ver, mas vai ser uma briga muito mais intensa do que nos outros anos.”

“Está muito mais difícil, a Porsche está investindo bastante no campeonato e está tendo resultado. A Toyota também está muito mais forte neste ano, e a Audi fez o possível, trabalhou muito para fazer o melhor carro de novo, e, na minha opinião, fez o melhor carro. Mas, com as regras novas, acho que nosso conjunto diesel não foi tão beneficiado quanto os outros dois construtores, com gasolina. Por isso, estamos tendo mais dificuldades.”

Na LMGTE-PRO, Bruno Senna chegou na quarta posição, com sua Aston Martin #97 e Fernando Rees foi o quinto.

*Colaborou Karin Sturm, de Spa
Próxima Fórmula 1 matéria
Pastor Maldonado não descarta Top 5 da Lotus na Espanha

Previous article

Pastor Maldonado não descarta Top 5 da Lotus na Espanha

Next article

"Temos de terminar a próxima corrida", pede Sutil, após três abandonos

"Temos de terminar a próxima corrida", pede Sutil, após três abandonos
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias