Ferrari e Red Bull planejaram volta da Alfa Romeo

Escuderia e equipe austríaca conversaram recentemente sobre possível retorno da marca à F1

Depois da Red Bull ter falhado na tentativa de conseguir motores da Mercedes para o próximo ano, a equipe chegou a abrir discussões sobre um potencial acordo com a Ferrari.

Embora a escuderia de Maranello tenha sido inflexível em ceder os melhores motores, um plano alternativo foi considerado, no qual as duas empresas pudessem trabalhar juntas em seu próprio programa de desenvolvimento.

Fontes revelaram que Ferrari e Red Bull trabalham num plano de parceria para desenvolver motores já na temporada 2016.

O ponto de partida consistia em utilizar a atual unidade de potência da Ferrari, mas podendo utilizar os 32 tokens disponíveis que os fabricantes têm à disposição para melhorias. Além disso, a parceria utilizaria novamente o nome Alfa Romeo.

No entanto, as discussões ficaram paradas por uma série de fatores.

O fato da Red Bull ter que financiar o caro programa de desenvolvimento, questões sobre direitos de propriedade intelectual e um receio de que nunca seria permitida que a nova unidade ultrapassasse a Ferrari foram levados em consideração.

Há também a questão de que o regulamento deixa claro que um fabricante pode homologar apenas uma especificação de unidade de potência.

Tendo abandonado esta ideia da Ferrari, a Red Bull tentou chegar a um acordo com a Honda.

Mas, com o veto da fábrica japonesa, a equipe agora estuda utilizar motores Renault, mas sem a marca da fabricante francesa.

Ferrari ainda em aberto

O presidente da Ferrari, Sergio Marchionne disse em Mugello, na semana passada que a ideia com a Red Bull permanece aberta, mas somente se tiverem caminhos de desenvolvimento separados.

"A possibilidade de colaborar com a Red Bull em relação ao desenvolvimento da unidade de potência ainda é uma opção válida, eu continuo a reafirmando isso", disse Marchionne.

"Mas isso não será no contexto de que eles terão um motor equivalente ao atual da Ferrari."

"A empresa está disponível para fornecer serviços de engenharia e de produção para um motor em um projeto separado para a Red Bull, em que a Ferrari pode comprometer-se a fornecer todo o seu melhor em termos de engenharia e dar a chance da Red Bull e outros fabricantes de ter estes motores."

"Mas não podem ser os mesmos motores que a Ferrari utiliza nas corridas."

Empurrão para Alfa Romeo

Marchionne tem sido claro que desde o inicio deste ano que gostaria de aumentar e melhorar a marca Alfa Romeo, podendo ser utilizada em categorias de base em que a Ferrari participa.

A possibilidade de parceria com a Red Bull é a primeira em que se cogita a volta da Alfa Romeo na F1. Desde a saída de categorias de turismo no meio dos anos 2000, a marca não está mais envolvida com automobilismo esportivo.

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Ferrari , Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags alfa romeo