Ferrari: Red Bull é "pretensiosa" e "equipe incompleta”

Presidente da Ferrari afirma que acordo com Red Bull não vingou por ele achar "perigoso" fortalecer um rival com o potencial do time de Milton Keynes e criticou postura da equipe austríaca

A Red Bull, que passou meses com a situação de motores para 2016 indefinida após um 2015 turbulento na relação com a Renault, seguirá com os propulsores franceses na próxima temporada - rebatizados como TAG-Heuer, nova parceira da equipe austríaca.

Antes disso, no entanto, o time tentou acordos com Mercedes, Ferrari e Honda, sem sucesso. Sergio Marchionne, presidente da Ferrari, falou durante a tradicional conferência realizada pela fabricante italiana sobre as conversas com a Red Bull e a recusa do pessoal de Maranello em fechar um acordo com a equipe de Milton Keynes.

Além de ressaltar que um acordo com a Red Bull não seria inteligente do ponto de vista de fortalecer um concorrente, o dirigente se mostrou bastante insatisfeito com a postura dos austríacos, que segundo ele se mostraram pouco humildes ao acreditar que os rivais deveriam fornecer motores de última geração para o time que dominou a Fórmula 1 de 2010 a 2013.

"A Red Bull é uma equipe incompleta. Se você tem um chassi excelente mas não tem motor você não é completo. Com o advento das unidades de potência, você pode ter um chassi forte, mas não será campeão sem um bom motor. Então um acordo com uma fabricante é necessário", disse.

"Mas o que eu achei realmente ofensivo em toda essa história foi o quanto eles foram pretensiosos ao achar que alguém deveria fornecer motores de ponta a eles, achar que alguém deveria fortalecer uma equipe que já está em uma posição bastante competitiva", afirmou o dirigente, que encerrou explicando porque a parceria Red Bull/Ferrari não se concretizou.

"A razão pela qual o acordo com a Red Bull não vingou foi que, tendo em vista a recuperação que tivemos em 2015, fornecer motores a uma equipe com a capacidade técnica que eles têm poderia ser perigoso para nós. Minha função é proteger a Ferrari. A possibilidade de bater a Mercedes através de uma parceria com a Red Bull não me interessa, o que me importa é vencer com a Ferrari", completou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Ferrari , Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags marchionne