FIA pode voltar a colocar grama e brita nos circuitos

Diretor de provas da Fórmula 1 diz em briefing que novos autódromos terão preocupação com limites de pista

A Fórmula 1 pode voltar a colocar brita e grama nos circuitos novos da Fórmula 1, segundo diretor de provas do campeonato, Charlie Waiting.

Durante o briefing dos pilotos antes do GP do México, Romain Grosjean reclamou da substituição de grama e brita por asfalto. "A curva Spoon (em Suzuka) com grama sintética e asfalto é um pouco menos emocionante do que era", disse o piloto do Haas, que pediu à F1 para reconsiderar usar grama ou brita após a polêmica punição a Max Verstappen no GP dos EUA.

"Eu acho que é algo que podemos observar", disse Charlie Whiting, diretor de prova, aos pilotos reunidos.

"Ao projetar novos circuitos agora, penso que devemos pensar cuidadosamente sobre a imposição de limites de pista, o que nunca foi um grande problema no passado."

No entanto, Whiting expressou reservas quanto à substituição das áreas de escape de asfalto existentes.

"Eu sei que você falou ontem sobre voltar a grama ou a brita, mas, honestamente, eu realmente não acho que seja uma opção."

"Os circuitos não são projetados para isso e todos conhecemos as falhas destas duas coisas. A grama fica desgastada e os circuitos nunca podem mantê-las em boas condições. A brita se espalha pela pista."

"Quando fizemos toda a pesquisa com dados de acidentes em meados dos anos noventa, analisamos todos os acidentes que aconteceram e a conclusão foi que o asfalto era duas vezes melhor em diminuir a velocidade de um carro. É por isso que começamos a fazer áreas de escape asfaltadas."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias