FIA volta atrás e aceita que Magnussen bloqueou Leclerc

compartilhar
comentários
FIA volta atrás e aceita que Magnussen bloqueou Leclerc
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
20 de out de 2018 17:37

Incidente polêmico em Suzuka que não trouxe punições foi reanalisado por comissários e levou a conversa e novas diretrizes durante briefing nos EUA

Os pilotos da Fórmula 1 receberam um esclarecimento sobre bloqueios em disputa após uma mudança de opinião da FIA sobre as ações de Kevin Magnussen que levaram a seu acidente com Charles Leclerc no Japão.

Magnussen se moveu para a direita na reta dos boxes em Suzuka, assim que Leclerc tentou ultrapassá-lo, o que resultou em um contato que danificou a Sauber de Leclerc e levou ao abandono de Magnussen.

No entanto, Magnussen escapou de uma sanção e o diretor de prova da FIA, Charlie Whiting, disse mais tarde que os comissários sentiam que tanto o piloto Haas quanto Leclerc haviam mudado de direção ao mesmo tempo e era "impossível" dizer que Magnussen o havia bloqueado.

No entanto, no briefing dos pilotos nos Estados Unidos, na sexta-feira à noite, Whiting disse aos pilotos que, depois de analisar o incidente, foi aceito que Magnussen havia mudado de direção tarde demais.

Ele observou que os pilotos devem estar cientes das consequências de fazer um movimento tardio para defender se um carro está se aproximando a uma velocidade maior.

"Charlie nos disse que concordou que Magnussen provavelmente se moveu um pouco tarde demais", disse Sergio Perez ao Motorsport.com.

"Acho que ele se mexeu um pouco tarde demais, dadas as diferenças de velocidade, mas é sempre um pouco difícil com esses espelhos ver a diferença de velocidade."

O companheiro de equipe de Perez, Esteban Ocon, disse que já era “claro” para os pilotos o que deveriam fazer, “mas é só que Kevin não foi penalizado”.

Ele acrescentou: “eles disseram que Kevin se moveu muito tarde, definitivamente, e não foi muito seguro. Então, provavelmente, as coisas vão mudar”.

“Eu vi e eu era o mesmo em Sochi (quando Magnussen e Ocon estavam competindo um contra o outro), e nos tocamos também. Todos concordaram. Kevin concordou que era tarde demais, e disse isso para Charlie.”

O piloto da Toro Rosso, Brendon Hartley, disse que a discussão no briefing já tinha ocorrido antes.

"Eu acho que às vezes é complicado para os comissários julgar uma manobra, duas manobras e também quando a manobra é tarde demais", disse ele. “Eu acho que essa foi uma questão de timing”.

"Se você se move tão tarde que a outra pessoa tem que desacelerar em linha reta, eu acho que não é realmente no espírito das corridas."

Next article
Ferrari se irrita com opiniões sobre saída de Raikkonen

Previous article

Ferrari se irrita com opiniões sobre saída de Raikkonen

Next article

Com pista seca, Vettel faz melhor tempo no TL3

Com pista seca, Vettel faz melhor tempo no TL3
Load comments