Force India e Toro Rosso não completam a prova e Pic herda 14ª posição

Sutil bateu em Webber e Di Resta saiu da pista, ambos assumiram a culpa. Carros da STR quebraram no final

Ricciardo vinha fazendo uma boa prova, na 9ª posição, mas teve de abandonar a poucas voltas do final, assim como seu companheiro de time, Jean-Eric Vergne. Na Force India, tanto Sutil quanto Di Resta erraram e saíram da prova. Sutil ainda tirou Mark Webber em acidente na curva 3. Bom para Charles Pic, que aproveitou para chegar em 14º. Veja o que os pilotos falaram após o GP da Coreia:

Charles Pic, Caterham, 14º: "Foi uma boa corrida para mim, tive um começo limpo, mas na curva três precisei ir pra fora da pista a fim de evitar o Massa, que tinha rodado e perdi posições. O carro manteve um bom ritmo nos primeiros dois stints e quando o Safety Car entrou passamos a imaginar um longo stint final. Nesse sentido, a entrada do segundo Safety Car foi boa para a gestão dos pneus. Eu tive alguns problemas com a parte frontal direita nas últimas voltas, mas nada muito ruim, então consegui receber a bandeirada em 14º, o que foi um bom resultado para nós. Não exatamente onde queremos estar, mas quase”

Giedo van der Garde, Caterham, 15º: "Meu começo foi ótimo, muito forte e, quando todo mundo estava se movendo para evitar o Massa na curva três, eu tive que espalhar para evitar o contato com alguns carros. Eu realmente não acho que eu tenha empurrado os outros carros para fora de propósito, mas fui chamado para um drive-trhough. Cumpri a pena e na sequência voltei aos boxes novamente para trocar os pneus. Passei então a buscar me aproximar de Chilton e Bianchi. E já estava próximo de Chilton quando veio o Safety Car. A equipe, então, fez um ótimo trabalho e me ajudou a passá-lo, com uma ótima parada. Depois disputei com o Bianchi e ainda consegui chegar em 15º logo atrás de Charles. Acho que sem a punição poderia ter ido mais além. Não sei se em 13º, mas perto disso. Isso mostra o quão perto estamos chegando e motiva a todos nós”

Jules Bianchi, Marussia, 16º: "Estava esperando ser capaz de ter uma boa luta com as Caterham hoje e cheguei a estar numa boa posição na primeira volta. Mas logo tivemos de concentrar nossos esforços no cuidado com os pneus e estava difícil de forçar ao máximo. No terceiro stint, quando havia menos a perder, tentamos forçar, mas não foi o suficiente para tomar uma posição deles. Temos uma tarefa difícil em nossas mãos nestas próximas cinco corridas e vai exigir cada muito foco e concentração, mas sabemos o que temos que fazer e todos estão trabalhando muito duro para isso”.

Max Chilton, Marussia, 17º: "No geral, foi um bom resultado hoje. Acho que faltou um pouco em termos de ritmo de corrida, mas também não fomos capazes de realmente acelerar por causa da necessidade de gerir os pneus. Os dois carros de segurança fizeram com que nós não nos preocupássemos com as bandeiras azuis e os pit stops foram bons. Acho que fizemos tudo o que podíamos. Estamos muito mais perto dos carros da Caterham, nós sabemos disso, mas temos de ser capazes de levar isso para as corridas”.

Jean- Eric Vergne, Toro Rosso, 18º: "No momento, não temos certeza do que acontece. Eu senti o carro puxar para um lado e isto claramente não era certo. Então, a equipe me chamou para os boxes . Partir de 16º sempre será algo complicado. Depois, até consegui algumas posições no começo, mas passei sofrer com a degradação dos pneus e concordei quando a equipe decidiu mudar a estratégia para três paradas. Eu só quero chegar a Suzuka e começar de novo agora, mas teremos de fazer muito trabalho, se quisermos voltar para o nível de desempenho que deveríamos ter”.

Daniel Ricciardo, Toro Rosso, 19º: "Acho que fizemos tudo o que podíamos hoje na corrida. Eu tive um primeiro stint decente e tentei correr o maior tempo possível com o pneu prime. O carro não estava perfeito, mas foi bom o suficiente para nos colocar na zona de pontos a poucas voltas do final. É um ‘déjà vu’, já que tive o mesmo cenário aqui no ano passado. Fui para a curva três, freei e o carro puxou para e esquerda. Isso me custou uma posição, mas, depois que eu saí dos boxes, pude ver que havia um problema mecânico. Pessoalmente, fiquei muito satisfeito com o meu desempenho no carro hoje. Talvez a gente não tivesse um carro top ten, mas eu fui capaz de lutar no top ten. Mas é frustrante para obter nenhuma recompensa”.

Adrian Sutil, Force India, 20º: "Eu fui muito infeliz na primeira volta, porque depois que o Massa rodou, todos foram para dentro e alguém bateu na minha asa dianteira . O dano não foi tanto, mas eu tive de ir aos boxes para uma nova. Voltei à corrida com a entrada do Safety Car e estava em 12º. No reinício, eu perdi a traseira na curva três. Não sei o motivo, pois eu não freei tarde e o carro simplesmente quebrou. Eu bati em Webber, por isso peço desculpas por acabar com sua corrida. É um final decepcionante pois acho que havia chance de ponto”.

Paul di Resta, Force India, não terminou: "Eu tenho que levantar as mãos e pedir desculpas para a equipe. Acho que usei demais a zebra e isso me levou a sair da pista. A maneira que nós acertamos o carro o deixou bem ‘nervoso’ e difícil de conduzir. Isso me pegou de surpresa hoje. Mas não sei se nos custou pontos, já que o ritmo não estava como queríamos e os pneus dianteiros estavam se desgastando muito rapidamente”.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Coreia
Pilotos Giedo van der Garde , Paul di Resta , Adrian Sutil , Daniel Ricciardo , Max Chilton , Charles Pic , Jules Bianchi
Tipo de artigo Últimas notícias