Gasly diz que teria se desculpado se fosse Grosjean

compartilhar
comentários
Gasly diz que teria se desculpado se fosse Grosjean
Por: Matt Beer
Co-autor: Edd Straw
23 de mai de 2018 20:04

Piloto da Toro Rosso disse que teria pedido desculpas se estivesse na posição de Romain Grosjean, após acidente da primeira volta do GP da Espanha

Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18, spins in the pack, causing an accident involving by collecting Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18, and Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18, spins in the pack, causing an accident involving by collecting Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18, and Pierre Gasly, Toro Rosso STR13
Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-18
Esteban Ocon, Force India, Romain Grosjean, Haas F1 Team, Pierre Gasly, Toro Rosso
Pierre Gasly, Toro Rosso
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso signs autographs for the fans
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso signs autographs for the fans
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 and Romain Grosjean, Haas F1 in the Press Conference

Romain Grosjean perdeu o controle de sua Haas na curva 3 na volta de abertura do GP da Espanha e cruzou a pista, coletando Pierre Gasly e Nico Hulkenberg.

Os comissários da F1 deram a Grosjean uma penalidade de três lugares de grid para o GP de Mônaco deste fim de semana, pois sentiram que ele poderia ter evitado as batidas.

Gasly disse que não conversou com Grosjean sobre isso, mas insinuou que seu rival deveria ter lidado com as consequências de forma diferente.

"Na verdade eu não falei sobre isso e ele não falou comigo sobre isso também", disse Gasly. "Eu acho que em tal situação eu teria pelo menos me desculpado.”

"Mas estou bem, não é grande coisa."

Perguntado pelo Motorsport.com se ele pudesse entender o que Grosjean estava tentando fazer, Gasly respondeu: "Não.”

"Eu assisti o vídeo 50 vezes e acho que é sempre mais fácil julgar depois, porque como piloto quando tudo está acontecendo e você tem um, dois décimos para tomar uma decisão as coisas são diferentes.”

"Quando você olha para isso 50 vezes e leva 10 minutos para pensar sobre o que ele poderia ter feito diferente, é sempre mais fácil.”

"Mas ele perdeu o carro pela primeira vez, então ele meio que voltou e naquela hora eu acho que ele estava um pouco otimista demais e ele estava pensando 'OK, eu posso realmente voltar’, pensando que o carro ficaria bem.”

"Provavelmente, se ele tivesse sido mais paciente quando estivesse recuperado, teria ficado do lado de fora, ele poderia ter freado. Não teria sido ideal para a sua corrida, mas pelo menos ele não teria prejudicado a minha corrida e de Nico.”

"É sempre mais fácil dar uma olhada depois, mas provavelmente havia outras opções que seriam melhores para ele e também para Nico."

O acidente de Barcelona aconteceu depois de Grosjean ter perdido o sexto lugar, durante o período de safety car na corrida anterior, em Baku.

Ele não marcou um ponto desde Suzuka, em outubro passado, mas minimizou a gravidade de sua situação atual.

"Acho que você está fazendo uma grande montanha, não me lembro exatamente do ditado", disse Grosjean em Mônaco nesta quarta-feira.

"As duas últimas corridas não foram bem planejadas. Às vezes acontece que você passa por um momento difícil.”

"Barcelona foi uma pena que perdi a traseira, evitando o contato com meu companheiro de equipe. É isso.”

"O desempenho está lá, a equipe está fazendo um ótimo trabalho, não temos nenhum ponto, mas não estou muito preocupado."

Próxima Fórmula 1 matéria
Alonso não espera surpresa no GP de Mônaco

Previous article

Alonso não espera surpresa no GP de Mônaco

Next article

Com pneu novo, pilotos esperam GP “louco” em Mônaco

Com pneu novo, pilotos esperam GP “louco” em Mônaco

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean , Pierre Gasly
Equipes Toro Rosso , Haas F1 Team
Autor Matt Beer
Tipo de matéria Últimas notícias