Gasly se tornou um “piloto maduro”, diz chefe da Toro Rosso

compartilhar
comentários
Gasly se tornou um “piloto maduro”, diz chefe da Toro Rosso
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
1 de ago de 2018 15:41

Chefe da Toro Rosso, Franz Tost considera que Pierre Gasly agora é “um piloto maduro” após marcar seu terceiro resultado mais significativo na F1 em 2018, no GP da Hungria.

Depois de terminar em quarto no Bahrein e em sétimo em Mônaco, Gasly fechou no sexto lugar em Hungaroring, a mesma posição em que havia fechado a sessão classificatória.

O piloto de 22 anos agora tem 26 dos 28 pontos do time na temporada.

“Desde o TL1 fomos muito competitivos”, disse Tost ao Motorsport.com. “Pierre sempre esteve dentro dos 10 primeiros, e eu estava bem convencido de que poderíamos fazer um bom trabalho e que poderíamos marcar pontos.”

“Que nós poderíamos terminar em sexto na classificação, não estava muito seguro disso.”

“Mas fizemos uma ótima classificação em condições difíceis, o que mostrou que o carro, no molhado, era muito competitivo. Ambos os pilotos fizeram um ótimo trabalho, devo dizer.”

“Pierre teve uma boa largada e defendeu sua sexta posição, trouxe para casa sem nenhum problema.”

“Ele controlou a corrida. Quando tinha de ir um pouco mais rápido, ele o fez imediatamente, e ele não teve problemas com os pneus ou com a economia de combustível.”

“Ele mostrou uma performance fantástica e se tornou realmente um piloto maduro.”

“Ele está melhorando sua performance, sua compreensão. A F1 é complicada, mas ele está usando todas as ferramentas em sua vantagem, e estou realmente impressionado.”

Tost ficou aliviado com o fato de que a Toro Rosso conseguiu ter bons resultados em Mônaco e na Hungria, duas pistas em que o déficit de potência do motor Honda é menos óbvio.

“Aproveitamos as chances. Essas pistas casam bem com a gente”, disse.

“As próximas duas corridas são completamente diferentes – Spa e Monza são pistas de alta velocidade, e veremos como iremos lá.”

“Da nossa parte, melhoramos a performance, mas o principal problema para nós é que nossos oponentes diretos, como Haas e Sauber, melhoraram ainda mais.”

“Eles estão muito fortes, muito competitivos, e nas próximas duas corridas será difícil tê-los sob controle. Mas, para Cingapura, estou bem otimista.”

Tost está confiante que a Toro Rosso poderá progredir ainda mais em 2018.

“Sabíamos desde o começo que esta temporaa não seria fácil”, disse.

“É uma preparação para o ano que vem, e, até agora, devo dizer que estamos indo na direção absolutamente correta.”

“As coisas estão vindo, mas os outros também trarão novas peças. Depende de qual time estiver desenvolvendo de uma forma mais eficiente.”

Próxima Fórmula 1 matéria
“Não somos os melhores amigos”, diz Leclerc sobre Verstappen

Previous article

“Não somos os melhores amigos”, diz Leclerc sobre Verstappen

Next article

Russell quebra recorde e encerra teste da Hungria na ponta

Russell quebra recorde e encerra teste da Hungria na ponta
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Pierre Gasly
Equipes Toro Rosso Shop Now
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias