Hamilton acha que mundial de 2018 será “luta a três”

compartilhar
comentários
Hamilton acha que mundial de 2018 será “luta a três”
29 de mai de 2018 16:46

Piloto vê Vettel e Ferrari mais fortes, mas não descarta Red Bull após duas vitórias nas primeiras seis etapas

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, leads Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H, and Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W09
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, sprays Champagne on the podium
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09, leads Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H
Race winner Daniel Ricciardo, Red Bull Racing, drinks from his shoe with Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Third place Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, arrives in Parc Ferme
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Victor Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14, is greeted by marshals waving flags, ahead of Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09 and Kimi Raikkonen, Ferrari SF71H

A 38 pontos de Lewis Hamilton no mundial de pilotos, Daniel Ricciardo entrou na luta pelo título segundo o britânico da Mercedes depois de sua vitória em Mônaco.

Porém, mesmo acreditando na Red Bull, ele ainda vê a Ferrari mais próxima de incomoda-lo na luta pelo penta em 2018.

"Definitivamente, é uma luta a três", disse Hamilton após Mônaco.

“Sebastian e Ferrari acho que ainda são os mais fortes. O carro deles foi rápido aqui, o carro deles esteve funcionando muito bem durante toda a temporada até agora. Eles erraram algumas vezes e nós capitalizamos isso, então estamos mais à frente do que estaríamos se todos tivessem feito o mesmo trabalho. Mas eu ainda sinto que eles são os mais fortes e Sebastian tem feito o trabalho mais forte.”

“Acredito que a Red Bull potencialmente terá uma atualização em algum momento – acho que na próxima corrida. Então será interessante ver o desempenho deles e se eles continuarão a ficar mais fortes ao longo do ano.”

"Embora talvez a corrida não tenha sido a mais empolgante, foi ótima para os fãs verem essa batalha que temos. O equilíbrio é ótimo.”

Hamilton também sente uma luta pelo título mais competitiva. Ele diz que saboreia o desafio e extrai o melhor de si mesmo e da Mercedes com a crescente pressão da Red Bull e da Ferrari.

"Eu pessoalmente adoro isso e está me desafiando mais do que posso expressar", disse ele.

"É o maior desafio que já tive com meus mecânicos, mas estou amando esse desafio. Estou amando ter que aprofundar meu conhecimento técnico e aprender mais.”

"Chegar a uma corrida que é particularmente uma das nossas duas mais fracas do ano – provavelmente a nossa mais fraca, veremos quando chegarmos a Cingapura – e sair assim é definitivamente positivo. Por isso, estou otimista.

Próxima Fórmula 1 matéria

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de matéria Últimas notícias