Hamilton: erro no motor ajudou na defesa contra Vettel

compartilhar
comentários
Hamilton: erro no motor ajudou na defesa contra Vettel
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
27 de ago de 2017 17:40

Inglês afirma que perda inesperada de velocidade fez com que alemão não tivesse a oportunidade exata para ultrapassar na última relargada

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08, Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes-Benz F1 W08 leads Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Race winner Lewis Hamilton, Mercedes-Benz F1 W08, arrives to celebrate in parc ferme
Lewis Hamilton, Mercedes-Benz F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08, Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08, Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08, Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB13 and Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H, ahead of a safety car restart
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W08, battles Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, ahead of Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08, Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H, Max Verstappen, Red Bull Racing RB13 and Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB13 on the opening lap

Lewis Hamilton afirmou que a escolha de um modo errado em seu motor o ajudou a ficar à frente de Sebastian Vettel na relargada do GP da Bélgica, já que isso permitiu que o alemão ficasse mais perto do que ele esperava estar.

Hamilton explicou que, ao perder a velocidade com o modo errado, Vettel pôde se aproximar antes da curva La Source, e o piloto da Ferrari, portanto, não conseguiu atacar na descida para a Eau Rouge.

O fato de Vettel não ter conseguido ultrapassar Hamilton na relargada foi crucial para o resultado da corrida, já que aquilo se mostrou a melhor oportunidade para o alemão.

“Inicialmente eu tive uma ótima largada, quando estávamos na reta anterior. Inicialmente eu me distanciei, mas ele começou a se aproximar porque eu estava com o modo errado. No começo parecia um erro, mas, na verdade, foi algo bom. Se eu tivesse saído da última curva com grande distância, ele teria a chance de pegar o vácuo e me ultrapassar”, explicou Hamilton. “Funcionou de forma perfeita.”

Além disso, Lewis optou por não usar o acelerador totalmente para manter Vettel preso em sua traseira. Ele também acredita que Vettel não tentou lhe ultrapassar no início da reta porque havia o risco de perder a posição novamente no fim dela.

“Entramos na curva 1 com os pneus muito frios, então tive uma pequena travada. Ele acelerou antes de mim, pude ouvi-lo, e, quando descemos na reta, não mantive o pé cravado. O acelerador estava em 90%, para mantê-lo o mais perto possível”, explicou.

“Eu sabia que ele não iria me ultrapassar, porque ele sabe que eu o ultrapassaria de novo na outra reta, com o vácuo. Foi quando entramos na Eau Rouge que eu comecei a dar potência máxima. Chegamos no topo e ele não teve espaço para passar, então ele precisou ir para o outro lado. Foi uma disputa legal.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Domínio de Hamilton, polêmica e frustração: o domingo em Spa

Previous article

Domínio de Hamilton, polêmica e frustração: o domingo em Spa

Next article

No pódio, Ricciardo comemora Safety Car: “Aproveitamos”

No pódio, Ricciardo comemora Safety Car: “Aproveitamos”

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Localização Spa-Francorchamps
Pilotos Lewis Hamilton Shop Now , Sebastian Vettel Shop Now
Equipes Mercedes
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias