Hamilton pede para Mercedes melhorar comunicação na corrida

compartilhar
comentários
Hamilton pede para Mercedes melhorar comunicação na corrida
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
Traduzido por: Daniel Betting
10 de abr de 2018 11:03

Lewis Hamilton diz que Mercedes tem que trabalhar na comunicação com seus pilotos depois de duas corridas decepcionantes na Austrália e no Bahrein

Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1, in the drivers parade
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09
The Mercedes pit crew watch anxiously in the closing stages of the race
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W09
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09 EQ Power+
Lewis Hamilton, Mercedes-AMG F1 W09 EQ Power+ on the grid

Lewis Hamilton perdeu o GP da Austrália devido a um erro de cálculo sobre a vantagem que precisava ter em relação a Vettel, e no Bahrein ele se viu no que chamou de "terra de ninguém" em sua tentativa de entender o que estava acontecendo na corrida e quanto teria que pressionar.

As se complicaram para a Mercedes quando assumiram que Vettel não pararia de novo nos boxes e com os problemas no microfone de Lewis Hamilton, porque eles não podiam ouvir seus comentários.

"Foi difícil saber como gerenciar os pneus no começo", explicou Hamilton. "Por um momento pensei que a Ferrari faria duas paradas, porque não havia como chegar ao final com apenas uma”.

"E eu tinha que cuidar dos pneus, para que no final, quando eu estivesse na caça, eu pudesse lutar, ou que eu o pegasse e que os pneus fossem bons e reduzisse a vantagem, se eles fizessem uma única parada".

"Eu não tinha essa informação e fiquei em uma terra de ninguém. É algo em que temos que trabalhar. O rádio não funcionou adequadamente e, no calor do momento, é difícil ter as informações que você precisa receber".

"Eles não podiam me ouvir, mas eu podia ouvi-los, embora eu estivesse sempre feliz com 'nós não podemos ouvi-lo'. E quando você está tentando entender essa informação, você se distrai de tentar seguir a linha perfeita".

Hamilton disse que a equipe revisará suas comunicações com o engenheiro de corrida Peter Bonnington, enquanto reconhece o quão complicadas as corridas podem ser desde o muro.

"Nós vamos nos sentar e ver o que aconteceu nas duas últimas corridas. Se não se falou sobre isso e preparou uma estratégia para agir quando precisar, os caras estão estressados na garagem porque eles têm mensagens do muro e nossas”.

"Vamos tentar trabalhar em pontos para melhorar e não tenho dúvidas de que o faremos. Não quero que eles falem comigo o tempo todo quando, só quando necessário. É só trabalhar para ter mais concentração. O mais importante é ter informações precisas".

Hamilton admitiu que a batalha com a Ferrari está tão próxima que não há espaço para erros.

"Há uma diferença muito marginal agora, então, as comunicações são realmente importantes e as pequenas coisas que podem fazer a diferença de somar sete pontos ou mais. Se você olhar para a última corrida, nós deveríamos ter vencido".

"Mas tratando de entender como agir, nos comunicando, perdemos as corridas. Acho que, olhando para trás, havia coisas que poderíamos ter feito para chegar lá, e então não tenho certeza se a estratégia de Valtteri era ideal para ele".

"Não podemos nos dar ao luxo de perder estas corridas com a Ferrari. E temos que nos colocar em uma posição onde não apenas nosso carro seja forte, mas também na corrida".

Próxima Fórmula 1 matéria
Vettel diz que Ferrari "está mais saudável" mas quer melhora

Previous article

Vettel diz que Ferrari "está mais saudável" mas quer melhora

Next article

Verstappen rebate insulto de Hamilton após GP do Bahrein

Verstappen rebate insulto de Hamilton após GP do Bahrein
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP do Bahrein
Localização Bahrain International Circuit
Pilotos Lewis Hamilton Shop Now
Equipes Mercedes Shop Now
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias