Horner acredita que domínio da Mercedes é ruim para a F1

Chefe da Red Bull diz que resultados previsíveis são difíceis para qualquer esporte lidar

O chefe da Red Bull, Christian Horner, acredita que o domínio da Mercedes está afetando o interesse na Fórmula 1. Em entrevista à revista Autosport, o dirigente disse que vê diferenças em relação aos tempos que sua equipe ficou com quatro campeonatos seguidos e está preocupado com o futuro próximo da categoria.

“Resultados previsíveis e vitórias em série são difíceis para qualquer esporte", disse Horner à Autosport.

"Fomos acusados disso, mas nós apreciamos o contínuo sucesso e longevidade do esporte. Dois dos nossos campeonatos do mundo foram para a última corrida, e nós nunca terminamos em primeiro e segundo em um campeonato”, completou, pedindo uma solução rápida.

"Inevitavelmente, com previsibilidade, as pessoas se desligam e é preciso organizar diferente para se aproximar delas de novo”.

Segundo Horner, a Fórmula 1 atual tem ótimos pilotos e os fãs querem vê-los disputando as primeiras posições, e não na parte final do grid.

"Eu acho que ninguém quer ver Fernando Alonso apenas participar, queremos vê-lo competir. Queremos ver Daniel Ricciardo competir, e nós queremos ver Sebastian Vettel competindo contra Lewis Hamilton e Nico Rosberg”, completou.

Segundo Horner, a equiparação depende de regras estabelecidas pela FIA. A Red Bull é uma das defensoras da adoção de motores independentes, tema que será definido até o dia 15 de janeiro.

"Você não pode esperar que as equipes alcancem isso. Isso é para o órgão regulador e corpo diretivo chegarem a um conjunto de regras que permitam atingir esses objetivos."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias